A arte de desapegar e liberar as energias!

No final de 2016 li o tão falado livro “A mágica da arrumação”. Eu sempre amei organizar e descartar coisas, mas nunca ficava satisfeita com o resultado, e sempre voltava a fazer tudo mais uma vez. É verdade que mesmo depois da leitura do livro, eu ainda tive pena de descartar certas coisas, mesmo sabendo que nunca mais vou precisar delas, mas melhorei muito o meu “filtro de escolhas” desde o início do ano, e venho aprimorando desde então, em cada faxina que faço. E sabe de uma coisa?A gente fica com a alma tão leve! 🙂

Marie Kondo A mágica da arrumação

Pra começo de conversa…

Essa moça lindinha aqui do lado é a Marie Kondo – e para quem não sabe do que estou falando, é a criadora da técnica “KonMari”, que consiste no descarte e organização de coisas. Seu livro teve 7 milhões de cópias vendidas ao redor do mundo, e houve um tempo em que todos só falavam dele.

A ideia é que você descarte – jogue fora, venda ou doe – o que não lhe traz alegria. Roupas antigas ou que não servem mais, velhos cartões de amigos que você não lembra quem são, livros que você não tem a intenção de ler ou reler, brinquedos da infância que estão atolados em um canto. Ou seja: coisas que não lhe trazem qualquer sensação de alegria, estão paradas na sua casa, ocupando espaço e, pior, acumulando energia estagnada.

Você não precisa nem da metade de tudo o que você acha que precisa! Libere espaço para que a energia possa fluir e coisas novas possam chegar!

Marie Kondo A mágica da arrumação

Marie Kondo A mágica da arrumação

Os efeitos da técnica KonMari na minha vida

A técnica chinesa da Marie caiu como uma luva pra mim. Sempre me senti meio atolada em tantas coisas, e a ideia do desapego estava começando a entrar na minha cabeça. O ensinamentos da Marie foram como um bálsamo! Quando terminei de ler o livro, não via a hora de começar a bagunça – quer dizer, a arrumação! (É claro que não concordo com tudo o que ela ensina, mas o legal é que podemos filtrar o que cabe na nossa rotina, o que queremos colocar em prática, e o que simplesmente serviu como ideia). 😀 Então, tirei tudo pra fora: roupas, pertences, folhas, calçados… e eu percebi um detalhe: como eu conseguia guardar tanta coisa? É muito pra uma pessoa só.

Depois que fiz a limpeza e organizei o que sobrou – com exceção de alguns itens que ainda não consegui desapegar, mas com o tempo chego lá! – me senti muito melhor e mais focada nas coisas que eu tinha que fazer. Me senti rodeada de coisas que eu amava, que me traziam alegria e que eu realmente tinha decidido ter pra mim. Ao contrário de escolher o que jogar fora, eu escolhi pelas coisas que queria manter, o que é muito importante e satisfatório. Dá muita pena de desapegar certas coisas na hora, mas com o passar do tempo, a gente realmente não sente falta daquilo, e era algo que só estava ocupando espaço mesmo.

O que veio depois…

Só que eu não doei tudo o que desapeguei. Nesse meio tempo, lembrei que tinha cadastro no site Enjoei, e fui dar uma espiadinha por lá. Nunca tinha tentado vender nada, mas quem sabe não seria uma boa ideia? Peguei algumas coisas que estavam realmente legais e tranquilas pra serem reaproveitadas e coloquei à venda. E não é que deu certo? É uma sensação muito boa desapegar e ainda ajudar outra pessoa a ter algo que sempre quis, por um precinho bem camarada.

E o melhor: a gente cria um vínculo bem bacana com a ideia de consumo consciente: passar pra frente e adquirir produtos que já tiveram história, e que ainda podem ter uma vida útil com a gente ou com outro alguém. É uma ótima forma de desapegar das nossas coisas, abrir espaço para energias novas e ainda economizar um dinheirinho! Eu estou viciada nesse ciclo! Só de escrever isso, deu uma vontaaaaade de colocar a técnica KonMari em prática por aqui de novo! *o*

Me conta: você gosta de aplicar alguma técnica de desapego na sua vida? Ou é daquelas pessoas que nunca jogam nada fora?

POSTS RELACIONADOS

2 comentários

  1. Responder

    igor thiagho

    25/04/2017

    comecei a ler esse livro por sua culpa, ahahaha. faz algum tempo que solicitei porque você escreveu em algum lugar que tinha amado essa proposta KonMarie (acho que foi num dos sorteios de desapegos). Resolvi ler esse livro por quê? Porque eu amo me desfazer das coisas que não uso mais, que só acumulam espaço e me deixam triste, estou ansioso para terminar o livro (que já estou lendo) e começar essa nova maneira de organizar meu quarto, casa e vida. #ansiosa.

    bjbj obrigado pela dicona

    • Responder

      Gabi Orlandin

      28/04/2017

      Oi Igor!
      AHHHHH só de lembrar desse livro, já dá uma vontade de revirar tudo do avesso de novo hahahahaha! Se você já adora se desfazer das coisas, vai amar a proposta KonMari. Depois conta lá no seu blog como foi a faxina! 😀
      beijo.

ESCREVA UM COMENTÁRIO