A. J. Betts – Zac & Mia

Zac & Mia

Zac & Mia
A. J. Betts
Editora Novo Conceito, 2015
288 páginas

Submarino Saraiva

A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia – bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

Iniciei a leitura de Zac & Mia bem ao acaso; eu queria um livro mais leve para acompanhar a leitura de outro, que estava sendo mais demorado para mim. Assim, escolhi o romance de A. J. Betts. O que aconteceu em seguida é que esta história não serviu para que eu pudesse intercalar os dois livros; Zac & Mia simplesmente roubou o lugar de todas as outras histórias.

Zac já estava habituado à rotina dos recém chegados. A enfermeira mostrava como funcionava a cama, as rotinas, os horários. Do outro lado da parede, Zac ouvia tudo e esperava pelas reações comuns: o paciente levantava-se, ia ao banheiro, arrumava seus pertences no armário. Porém, naquele dia, o que aconteceu no quarto ao lado não era nada comum. Quem teria chegado ali ao lado? Mais um dos velhinhos que sempre chegavam e iam?

Era triste e ao mesmo tempo feliz ver uma pessoa jovem chegando à ala do hospital. Triste porque essa pessoa, tão jovem quanto ele, estaria enfrentando um problema parecido, e feliz porque talvez, somente talvez, ele encontrasse alguém além da sua mãe para conversar. Descobriu-se que Mia era a garota do quarto ao lado.

Tap. Uma batida na parede. Toc. Uma batida de volta. Algo tão incomum e tão poderoso nascia naquele momento. Zac e Mia ainda iriam descobrir que a vida é muito maior que o câncer, muito maior que o hospital e muito maior do que a sua própria dor.

Zac & Mia

A personalidade dos dois personagens foi muito bem construída e fica muito clara ao leitor. Mia possui um comportamento agressivo, pois ela está brava com a doença e com o que ela fez com sua vida; ela não quer ser a “sortuda” com altas chances de sobrevivência se teve que perder coisas que via como essenciais em sua vida. Em outras palavras, ela é altamente irritante para o leitor, mas é compreensível em meio à situação. Eu não a odiei, mesmo que ela tenha me irritado muito. Zac é o eterno otimista apaixonado por estatísticas, mesmo em meio à sua relativamente baixa possibilidade de sobreviver; ele sabe que hoje um número x de pessoas serão diagnosticadas com a doença e outros tantos morrerão por causa dela. E, de alguma forma, cada notícia triste é um alívio, pois ele só quer sair da zona de risco.

O livro é separado em três partes: “Zac”, “&” e “Mia”. Acho que dá pra entender que na primeira parte quem conta a história é Zac, na segunda os capítulos são alternados entre os dois e na última é a vez da Mia. Essa troca de vozes tornou a leitura muito mais dinâmica, pois o leitor consegue enxergar o ponto de vista dos dois personagens. Além disso, como os dois têm personalidades muito diferentes, o livro torna-se ainda mais interessante.

Zac & Mia não é somente um livro sobre câncer. Ele é sobre duas pessoas que se conhecem em meio à imprevisibilidade da doença, sobre o apoio familiar e o que a falta dele pode fazer, sobre saber conviver com algo que está matando por dentro. É lindamente construído, maravilhosamente desenvolvido e deve ser lido todo de uma só vez. Enquanto Mia irrita o leitor com seu temperamento agressivo e muitas vezes irracional, Zac é aquele personagem que cativa, que apaixona os leitores e os faz torcer. Um ama e outro odeia. E é nas diferenças e conflitos que mora a beleza desse romance tão real. Eternos opostos que não vão confundir o leitor, mas fazê-lo querer devorar vorazmente página após página. Não é arrebatador, mas é muito sensível. Recomendado mil vezes.

POSTS RELACIONADOS

11 comentários

  1. Responder

    Babi Lorentz

    outubro 26, 2015

    Ai, que coisa linda! Essas histórias sempre chamam minha atenção, mas confesso que ainda não sabia sobre o que o livro tratava e nem tinha procurado saber, então achava que não ia gostar muito, rs.
    Que bom que li sua resenha! Na verdade, que bom que você leu e resenhou. Acho que só assim mesmo pra eu poder conhecer, viu?
    Tá anotado aqui nos livros que quero ler ainda.
    Beijos.

    • Responder

      Gabi Orlandin

      novembro 4, 2015

      Oi, Babi!
      Espero que você goste da história tanto quanto eu gostei. Acho que Zac & Mia é daquele tipo de livro meio impossível de não gostar, sabe? Hihi <3
      Beijo!

  2. Responder

    Carla Vieira

    outubro 26, 2015

    Fiquei super curiosa para ler! Não solicitei o livro, pois estava com o tempo apertado na época, mas adorei a história! Espero ter a oportunidade de ler <3
    Beijos e adorei a resenha gabi [wink]

    • Responder

      Gabi Orlandin

      novembro 4, 2015

      Oi, Carlinha!
      Eu espero que você consiga ler esse livro no futuro. É a coisinha mais fofa <333

  3. Responder

    Máh

    outubro 27, 2015

    Olá Gabi, quanto tempo! Estava com saudades do teu cantinho, se bem que mesmo sem propriamente está vindo aqui, sempre lia tua postagens, pois recebo por e-mail, contudo hoje sobrou me um tempinho e estou aqui o/
    sendo apresentada para Zac e Mia, não conhecia o livro, primeira vez que leio sobre ele e por tuas palavras já estou emocionada, é um livro que pretendo ler com certeza, e espero gostar, aliás sei que gostarei tanto quanto você.

    Beliscões da Máh <3
    Blog | Twitter ||Instagram

    • Responder

      Gabi Orlandin

      novembro 4, 2015

      Oi, Máh!
      Que bom te ver por aqui. Depois me conta se gostou do livro tanto quanto eu 😉
      Beijocas.

  4. Responder

    Dai Castro

    outubro 27, 2015

    Já li algumas resenhas bem positivas com relação a esse livro. Achei interessante abordar um mesmo tema por pontos de vista de personagens tão diferentes, opostos. Acho que é um daqueles livros que nos trazem algo a mais, né? Adorei a foto, a caneca do blog é fofa <3

    • Responder

      Gabi Orlandin

      novembro 4, 2015

      Oi, Dai!
      Sim, achei isso bem interessante também. Dá pra ver que, ao mesmo tempo em que nem tudo são flores, também não há motivo pra odiar o mundo.
      Beijocas.

  5. Responder

    Gabriela

    outubro 29, 2015

    Vem conferir meu processo para ser Au Pair ! http://www.luckforus.wordpress.com

  6. Responder

    Bianca Schultz Ramos

    novembro 2, 2015

    Oii Gabi!
    Eu já tinha lido meio por cima sobre esse livro e sobre a história que ele nos trás e já tinha curtido, mas depois dessa resenha fiquei com ainda mais vontade de ler e já coloquei na minha wishlist literária! <3
    Tuas resenhas são as melhores, claras, objetivas e sem spoilers!

    Beijos meu bem!
    Blog Bianca Schultz

    • Responder

      Gabi Orlandin

      novembro 4, 2015

      Oi, Bia!
      Tu vai adorar, tenho certeza! Os personagens são incríveis (cada um da sua forma). Depois me conta.
      Ah, me derreti no teu elogio, ahha! Obrigada <3
      Beijos.

ESCREVA UM COMENTÁRIO