Ana Lemos – Sempre foi você

resenha do livro Sempre foi você

Sempre foi você
Trilogia Amores Traçados, livro 1
Ana Lemos
Editora Novo Século, 2014
264 páginas

Saraiva

Quando a brasileira Lucy Somel passou a morar em Nova York ela tinha apenas uma meta: concluir a faculdade de Direito e trabalhar ao lado de sua grande amiga, Anna. O amor parece não caber em seu projeto de vida, considerando os poucos, breves e decepcionantes relacionamentos. No entanto, esta linda e inteligente mulher será surpreendida por uma forcinha do destino ao conhecer seu orientador para o trabalho de conclusão do curso. Marco Salvatore é uma lenda dos Tribunais, talento que lhe garantiu a fama de ser um dos melhores advogados da cidade, porém, relacionamentos amorosos também não estão em seus planos. O desejo entre os dois é imediato, mas será o suficiente para fazer Marco mudar de ideia e iniciar um relacionamento duradouro? Ou fazer Lucy acreditar que pode viver um grande amor?

Ana Lemos, a autora do primeiro volume da trilogia Amores Traçados, é quase minha vizinha. Ela mora na cidade ao lado, e foi a partir de um amigo em comum que acabei conhecendo seu romance de estreia na literatura. Sempre foi você conta a história da estudante de direito Lucy Somel e do advogado Marco Salvatore, e não é um enredo que vai te surpreender. Porém, é daqueles livros pequenos que, muito sutilmente, fazem com que o leitor não largue as páginas até chegar ao epílogo.

resenha do livro Sempre foi você

Quando Anna Smith, a nova-iorquina que não conseguia falar muito bem a nossa língua veio para o Brasil, ela foi parar na mesma classe do ensino médio que Lucy Somel. Logo as duas se tornaram amigas, e uma ajudava a outra: Anna ganhava lições da língua portuguesa, ao passo que Lucy pôde aperfeiçoar o seu inglês. As duas eram inseparáveis e a família de Anna tinha adotado Lucy como a uma filha. Então, quando chegou a hora da família Smith voltar aos Estados Unidos, Lucy foi convidada a terminar os seus estudos no país. Porém, o que era pra ser apenas alguns meses, se tornaram anos. Lucy e Anna agora tinham um apartamento e estavam no último ano da faculdade de Direito – e começando o tão temido Trabalho de Conclusão de Curso. Quando tudo deveria manter-se sob controle, Lucy vê a sua vida virando do avesso.

E essa virada tem nome, cargo e endereço: Marco Salvatore, orientador do trabalho de conclusão e sócio de um dos maiores escritórios de advocacia da cidade. Lucy preferiria que o tal Marco fosse um velhinho meio careca que tinha decidido usar seu tempo livre para as orientações da universidade. Mas não: ele era bonito, muito bonito, e tirava o chão de Lucy com aqueles olhos azuis escuros. Ambos não queriam se envolver, mas o que se pode fazer contra o destino? E mais: o que se pode fazer quando aquele Deus Grego insinua que quer algo além das orientações profissionais?

resenha do livro Sempre foi você

É óbvio, desde o começo da história, que os personagens ficarão juntos, porém, como todo bom romance clichê, a gente não quer largar o livro até a última linha. Lucy é uma personagem decidida e madura, apesar de ser meio infantil às vezes (ela mesma reconhece isso), e Marco é o típico cara que faria qualquer mulher não conseguir desviar o olhar. Logo no começo, percebi uma pequena similaridade com Cinquenta Tons de Cinza, e durante a trama a autora revela, na voz de Lucy, que já leu o best-seller. Então, se você gostou do livro do Grey, vai gostar deste romance também – só que sem a parte do sadomasoquismo, pelo menos não nas linhas no texto.

Ana Lemos não narra a maioria das cenas de sexo entre os personagens; ela dá somente uma prévia e deixa o resto para a imaginação do leitor. Os personagens são quentes e muito ávidos um pelo outro, o que parece causar até faíscas nas páginas. Às vezes achei até meio exagerada a vontade de um pelo outro, mas de novo: o que se pode fazer contra Marco Salvatore? Os amigos de Lucy também valem um comentário aqui: Anna é aquela amiga divertidíssima e engraçada, Kat e Bia aparecem menos, mas são amigas incríveis, e Thomas é aquele amigo que você chama quando precisa de uma maquiagem de última hora. Apesar de ter adorado todos, foi Thomas que ganhou o posto de favorito. Que personagem mais fofo e hilário!

resenha do livro Sempre foi você

A narrativa é boa, mas acho que faltou um tantinho de emoção e profundidade nas cenas, assim como um pouquinho de desenvolvimento nos diálogos. Muitas vezes, tive a impressão de estar lendo o diário da Lucy, tamanha a rapidez com que ela narrava os seus dias e o que tinha feito. Isso não é algo de todo ruim, mas acredito que o romance poderia ter sido muito mais envolvente se algumas cenas mais importantes tivessem sido melhor trabalhadas e as emoções fossem mais aprofundadas.

Apesar desses detalhes, eu adorei a leitura e me apaixonei pelos personagens! Para quem gosta de uma narrativa rápida e uma história previsível, mas muito gostosa de ler, certamente vai se apaixonar por Sempre foi você. No final do livro, a autora nos dá uma prévia de quem será o personagem principal no livro seguinte, ao estilo Bella Andre, e isso me deixou muito curiosa. É dada toda a introdução durante o livro e, no fim, Ana deixa aquele suspense em aberto. O próximo livro se chamará Um amos inesperado, e acho que teremos notícias sobre ele em breve!

No blog da autora, você pode ver mais novidades e conferir uma playlist maravilhosa sobre a história de Lucy e Marco!

POSTS RELACIONADOS

2 comentários

  1. Responder

    Natasha Baptista

    18/06/2015

    Uaaal.. deu vontade de ler haha <3

  2. Responder

    Ana Lemos

    18/06/2015

    Obrigada pela parceria e resenha. A primeira edição esgotou e a segunda será lançada na Bienal 2015, no RJ. O segundo livro será lançado em novembro, sendo que ambos agora pela nossa nova casa, Editora Pandorga. Bjs

ESCREVA UM COMENTÁRIO