Apadrinhamento afetivo: vamos fazer a diferença?

Ultimamente, tenho pensado e repensado muito sobre a influência que todas as pessoas deixam neste planeta enquanto vivem. O quanto a gente muda o mundo, simplesmente por estarmos vivendo nele. Um dos exemplos mais fáceis de entender é quanto lixo acumulamos em um dia, em uma semana, um ano, uma vida! Já parou pra pensar nisso? É alarmante! Fazemos uma grande diferença para o mundo, não é? Neste caso, a diferença é negativa – e existem formas aí de minimizar isso! – mas existem formas incríveis de deixar sua marquinha de forma positiva no mundo. E hoje vou falar sobre apenas uma delas, uma grandiosa: Apadrinhamento Afetivo.

Já que é pra fazer a diferença, então vamos começar com tudo. Mas o que é apadrinhamento afetivo? Com a ajuda do ChildFund Brasil, vou te explicar.

childfund apadrinhamento afetivo

O apadrinhamento afetivo possibilita ajudar crianças e adolescentes carentes em situações familiares precárias e vulneráveis. Diferentemente de uma adoção, em que a criança não tem mais vínculo com a família biológica, o apadrinhamento afetivo visa incluir uma pessoa de fora da família nas rotinas ou passeios do menor, sem que ele perca o vínculo com sua família. Inclusive, esta criança continuará vivendo com seus responsáveis legais, mas a pessoa que resolver apadrinhar irá contribuir com algumas horas ou dias para acrescentar valor à vida desse afilhado. Então, é como se você resolvesse disponibilizar um pouquinho do seu tempo – ou um final de semana, um passeio no fim do dia – para passar com essa criança. E não é somente isso: você poderá contribuir para a saúde dessa criança, levando-a ao médico regularmente ou fazendo exames de rotina.

Todas as pessoas que quiserem praticar este gesto nobre precisam ter mais do que 21 anos (essa é uma regra da ChildFund, mas muda de uma instituição pra outra), e passar por uma série de orientações com uma equipe especializada além de, é claro, conhecer o lar da criança e os responsáveis legais por ela.

childfund apadrinhamento afetivo

Você não tem tempo?

Existe uma outra modalidade de ajuda na ChildFund que se chama Apadrinhamento Financeiro, e é muito interessante para quem quer fazer a diferença, mas não tem tempo disponível para doar-se. Aqui, você ajuda seu afilhado com contribuições mensais, e esse valor é destinado à comunidade desta criança, o que resulta em uma qualidade de vida, mais educação, saúde, habitação e várias necessidades básicas para a criança afilhada. E, vivendo em um ambiente com mais recursos, ela irá crescer e se desenvolver de uma forma muito mais saudável, não é? E olha que bacana, pra nós da literatura que adoramos escrever: nesta modalidade, é permitido trocar cartas com o afilhado, a fim de se aproximar e criar um vínculo mais pessoal. Além disso, também é super tranquilo telefonar e até visitar o seu afilhado de vez em quando.


childfund logo

Quem é a ChildFund?

Como o próprio nome já diz, a ChildFund Brasil é uma organização que ajuda a arrecadar fundos para crianças, a fim de melhorar a vida e o futuro delas. Em 2017, a ONG completou 51 anos de existência, e está na lista das 100 melhores ONGs do Brasil segundo a Época. Você pode acompanhá-los através do Blog ou do Facebook.

Viu como é possível fazer a diferença? Inclusive, acho que isso deveria virar um assunto em pauta aqui no blog. Afinal, temos tantas formas de ajudar e tornar este mundo melhor, então porque não compartilhar com mais pessoas? E o melhor: isso tudo não só faz bem para a criança, mas também para quem se doa – seja o tempo ou o dinheiro. A sensação de ajudar o próximo é gratificante. 🙂

01/12/2017

POSTS RELACIONADOS

ESCREVA UM COMENTÁRIO