Autora: Alice Sebold

Sinto-me mais do que na obrigação de escrever um post sobre a autora Alice Sebold, que eu gosto tanto! Talvez alguns de vocês nunca ouviram falar dela, isso porque ela não tem muitos livros, e acredito que hoje em dia não é realmente uma das autoras mais famosas – até porque seu último livro foi publicado em 2008. Gosto dos livros de Alice (apesar de estar começando a ler “Uma Vida Interrompida”, seu primeiro romance, sei que será da altura dos outros, se não melhor!), pois ela fala de uma maneira séria (como quando ela narra seu próprio estupro na biografia “Sorte”), conseguindo mesclar um pouco – e o suficiente – de sarcasmo, fazendo-nos rir de suas piadas ao mesmo tempo que ficamos sem ar com as cenas e os acontecimentos.

Alice só possui três livros publicados, que são, na ordem: “Uma Vida Interrompida”, “Sorte” e “Quase Noite”. A seguir, uma breve sinopse sobre cada um deles:


UMA VIDA INTERROMPIDA – 2003

Quando encontramos Susie Salmon pela primeira vez, ela já está no céu. Enquanto observa a Terra desse estranho e novo lugar, ela nos conta, com a voz jovial e animada de uma menina de 14 anos, uma história ao mesmo tempo comovente e cheia de esperança.

Nas semanas que se seguem a sua morte, Susie vê a vida continuar sem ela – seus amigos de colégio trocam boatos sobre seu desaparecimento, sua família nutre esperançasde ela ser encontrada, seu assassino tenta não deixar pistas. À medida que os meses passam sem pistas, Susie vê o casamento de seus pais ser arruinado pela perda, sua irmã se endurecer em um esforço para ser forte, e seu irmão caçula tenta entender o significado da palavra morte.

E ela explora o lugar chamado céu. Ele se parece um pouco com opátio do seu colégio, com o tipo certo de balanços. Há orientadores para ajudar os recém-chegados a se adaptar e amigas para dividir o quarto. Tudo o que ela sempre quis aparece no instante em que ela pensa – exceto o que ela mais quer: estar novamente junto das pessoas que ama na Terra.

Estou começando a ler sobre esse livro, por isso não comentarei sobre ele, apesar de eu estar super empolgada. Este livro não se encontra mais à venda em parte alguma, nem mesmo na própria editora (onde parece que o livro não existe!). Comprei o meu através do site Estante Virtual, que é um tipo de Mercado Livre, só que de livros usados. Mas o meu veio em ótimo estado e com um marcador do livro também! Adorei a compra e recomendo!


SORTE – UM CASO DE ESTUPRO – 2003

‘Sorte’ narra o estupro sofrido pela autora, ainda virgem, aos 18 anos de idade, no seu primeiro ano na universidade. Ela fala sobre as conseqüências deste violento e traumatizante ato, e como ela conseguiu superar o episódio.

O livro também cobre as dificuldades de um processo por estupro e as pressões que suas vítimas enfrentam. Mas o principal é o insight da mente de uma pessoa que luta para não se considerar uma vítima, apesar de tudo o que sofreu, em uma linguagem às vezes quase seca, às vezes quase delirante, mas sempre honesta.

Com uma honestidade surpreendente e uma linguagem forte e direta, Alice Sebold descreve fatos terríveis, como um estupro, mas não causa repugnância e faz com que os leitores sigam sua história avidamente até o final.

Este livro é daqueles que você só larga quando chega à última página, e mesmo assim fica triste. Apesar de ser um tema muito pesado e considerado quase um tabu para algumas pessoas, o jeito como ela escreve não é rígido, e sim de uma forma verdadeira e contagiante. Este livro foi escrito enquanto ela ainda pensava em “Uma Vida Interrompida”, tendo que parar esse último para escrever seu relato pessoal, pois a sua história não parava de querer entrar na ficção. Um dos melhores livros que já li.


QUASE NOITE – 2008

Este romance, tão brilhante quanto inquietante, explora os laços, por vezes frágeis e complexos, entre mães e filhas, entre amantes, o significado de devoção e a tênue linha entre amor e ódio.

Helen Knightly deu toda a sua vida aos outros: à sua temível mãe, ao seu enigmático pai, ao seu marido e às suas filhas. Até que um dia não aguenta mais e ultrapassa todos os limites: deu fim à vida da própria mãe.

Os acontecimentos desse dia são contrabalançados com as memórias da infância e a sua traumática relação com a mãe. Durante as 24 horas seguintes, Helen é forçada a confrontar-se com as escolhas que a conduziram até esta encruzilhada. Depois de anos a tentar conquistar o amor de quem não o tinha para partilhar, Helen enfrenta agora uma liberdade incerta e perigosa.

Achei esse o livro mais sombrio da Alice, até porque foi o primeiro que eu li dela, e não estava acostumada a este tipo de literatura. Logo nas primeiras linhas, a protagonista diz: “No fim, foi fácil matar a minha mãe” (ou algo assim, já que não tenho o livro e a frase está só na minha cabeça!). Contudo, não é nem de longe ruim. É uma narrativa que prende, assim como os seus dois outros livros, pois a filha precisa enfrentar as suas decisões depois do que fez. Às vezes dá medo, até, mas super recomendo!

28/02/2011

POSTS RELACIONADOS

8 comentários

  1. Responder

    Sanzinha

    05/03/2011

    Hey, Gabi!

    Caramba, eu não conhecia mesmo!
    Fiquei curiosa, vou procurar pelos livros dela. Quero ler. 🙂

    Beijinhos e ótimo feriado pra vc!

  2. Responder

    Jeh Asato

    07/03/2011

    Como eu disse no twitter: seu layout está fofo demais, muito lindo!!!
    *-*

    Da Alice eu li apenas “Sorte: um caso de estupro” e nossa, chorei lendo o livro! O começo é bem forte, a gente acha que nem terá estômago pra continuar mas com o tempo a gente vai adquirindo a mesma força que a personagem tem pra encarar tudo o que aconteceu! Muito bom!

    Beijos!
    xoxo

  3. Responder

    Claudinha

    08/03/2011

    Li ‘Uma Vida Interrompida’, também comprado no EV, e ‘Quase Noite’. Nem preciso dizer que adorei! Ela realmente é uma ótima autora, gosto muito da realidade de sentimentos que ela consegue transmitir. Histórias que podem acontecer em qualquer lugar do mundo…enfim, ótima dica! Tê louca pra ler ‘Sorte – Um Caso de Estupro’! =~

    Beijos

  4. Responder

    Lívia

    09/03/2011

    Não conhecia a autora, mas comtudo que vc falou eu fiquei curiosa em conhecer!

    bjihos

  5. Responder

    vahallam

    10/03/2011

    Nooossaaaaaaaaaaaaaa..te encontrei…eu te visitava vc há muito tempo…Amei seu post…eu sinceramente não conhecia esta autora..

  6. Responder

    cah

    10/03/2011

    meninaaa, fiquei mega curiosa pra ler ‘Uma vida interrompida’, eu não conhecia esta autora mesmo, mas adorei conhecê-la!

    Gabriela, muito bom seu comentário em ‘A pilantra’, gostei de um outro pelo pensamento da pessoa, mas o seu foi bem próximo do que eu estava sentindo, é isso mesmo, uma alegria de levar as coisas como eu quero levar, sem me importar com nada ou com coisas banais. Pensei exatamente nisso quando o escrevi.

    Obrigada querida.

    Um Beijo

  7. Responder

    Fernanda

    10/03/2011

    [smile] oiee Gabi!
    Muito lindo seu blog, e com bastante conteúdo.
    parabéns!
    beijooss ferrr [wink]

  8. Responder

    Sharon

    10/03/2011

    Oie.
    Para tudo: sou super fã do seu blog, seus themes ficam cada dia mais lindos, amei os emoticons e suas dicas são impedíveis #momentotietagem Bom, parei, mas é verdade.
    Orgulho gaúcho, hehe.

    Eu não conhecia essa autora, mas fiquei bem curiosa no ‘Sorte’ e ‘Quase Noite’, vou tentar levar esses para casa do meu trabalho na próxima quinzena.
    Ah, eu li ‘Eu te amo, Phillip Morris’ que tu tinha falado aqui. Super bom e diferente, não tinnha lido algo assim, 10 !

    Bjs [wink]

ESCREVA UM COMENTÁRIO