Bella Andre – Os Sullivans #5: Se você fosse minha

resenha do livro Se você fosse minha

Se você fosse minha
Os Sullivan, livro 5
Bella Andre
Editora Novo Conceito, 2013
320 páginas

Submarino Saraiva

Zach, o mais arredio dos Sullivan, é mecânico e corredor de pistas de alta velocidade. Suas únicas preocupações são: como gastar seu dinheiro e com que mulher passar a próxima noite… Até que ele recebe a difícil tarefa de cuidar do filhote de yorkshire de seu irmão por duas semanas — um total contratempo para um homem como ele. Mas Zach não tem como negar este favor a Gabe e, muito a contragosto, acaba aceitando cuidar de Ternurinha, a cachorrinha que, para piorar, é um terror e certamente precisa de treinamento. Heather Linsey não acreditava que teria de treinar o filhote do arrogante Zach. Palavras como arrogante, esnobe, pretensioso cabiam especialmente bem no mecânico da família Sullivan. Além disso, a beleza e o charme de Zach eram desconcertantes e a atração entre eles, inevitável… Heather estava francamente disposta a negar esse trabalho, mas teve que pensar duas vezes antes de recusar, pois fora indicada por uma grande amiga. De qualquer forma, ela sabia que podia controlar as investidas de Zach Sullivan, caso ele se mostrasse desrespeitoso. O que ela não sabia é que sua rejeição ia despertar os mais profundos e obstinados desejos no mecânico…

No quinto livro da saga da família Sullivan, conhecemos Zach, um mecânico dono de uma rede milionária que, apesar de parecer durão e casca grossa no início, revela uma personalidade carinhosa e possessiva. Também conhecemos Heather, uma veterinária forte, determinada e que não está disposta a ceder o seu coração para o amor. Os dois possuem traumas no passado que os impede de desejar alguém em suas vidas; mas a gente não conhece o destino e não manda no coração.

resenha do livro Se você fosse minha

Quando Gabe, o Sullivan bombeiro, entregou a Zach uma filhote de yorkshire para cuidar por duas semanas, ele reluta, mas acaba por aceitar. Ternurinha é uma filhote e, como tal, está com a energia em cento e cinquenta por cento para destruir o que vier pela frente. Então, o destino colocou Heather e a sua empresa de treinamento de cães no caminho de Zach. Após combinar sessões diárias de treinamento pessoal com a moça que não saía do pensamento, Zach percebeu que seria inevitável tentar afasta-la. Heather, apesar de não querer envolver-se com homem nenhum, também via seus dias virando de cabeça para baixo enquanto Zach tirava o seu sono e todo o seu sossego. Além disso, era ainda mais difícil se afastarem quando Ternurinha, em toda a sua pequenez, se torna a melhor amiga e inseparável companheira de Atlas, o cão enorme e obediente de Heather.

resenha do livro Se você fosse minha

Eu não curti tanto esse volume quanto o anterior, mas não posso negar que ele foi especial para mim por causa de toda a história com os cachorros: como amante desses peludinhos, adorei ler sobre suas travessuras, sobre como eles entendiam o que Zach e Heather queriam dizer e, principalmente, como os personagens se conheceram através deles.

Porém, acho que o que mais me chamou a atenção na trama é que, ao mesmo tempo em que os personagens tentavam negar estarem se apaixonando, eles estavam superando traumas antigos, que era justamente o que os impedia de se entregarem ao amor. Então, enquanto Zach e Heather aprendiam a aceitar esse sentimento, eles precisavam superar os monstros para viverem uma vida tranquila juntos, como eles mereciam. Sentimentos e valores como a família são colocados de forma quase secundária, mas bastante importante e, eu até diria, decisiva nessa história.

Gosto muito da forma como a autora escreveu seus livros, não se importando com clichês (afinal, todos gostamos de clichês de vez em quando, não é?) e fazendo uma história de amor com personagens e situações de tirar o fôlego. E, mesmo sendo clichês, a gente simplesmente não consegue parar de ler até o final e, de quebra, engatar o próximo livro da saga já na continuação. Também é notável a presença de outros Sullivan no enredo, o que acontece em todos os livros de Bella Andre e é simplesmente encantador para o leitor que se apega a esse grupo de personagens. Afinal de contas, é impossível não se apaixonar por essa família e pelos personagens.

maio 12, 2015

POSTS RELACIONADOS

ESCREVA UM COMENTÁRIO