Clipe de cantora francesa Boggie critica os padrões de beleza atuais

Há alguns dias, navegando pelo Facebook há procura de nada em específico, me deparei com o post de alguém (não me lembro quem) que curtiu um vídeo. Não sei porque o clipe me chamou a atenção; talvez o nome em francês, talvez a imagem da menina, tão simples e humana olhando para a câmera. O fato é que cliquei no vídeo.

Clipe de cantora francesa Boggie critica os padrões de beleza atuais

De forma geral, na primeira vez que assisti, sem entender uma palavra da canção, me impressionei com os efeitos especiais do vídeo – a simulação de um sotfware “mágico“, no estilo Photoshop, que seria capaz de clarear em tempo real os dentes, a pele e até trocaria o penteado do cabelo e faria a maquiagem. No fim, é mostrada a comparação da cantora produzida, ao lado da moça simples e sem tratamento que vimos no começo da música.

Não conhecia Boggie, e até hoje só conheço essa música, mas me encantei, tanto pela letra, quanto pelo clipe e a mensagem que ambos levam. Ao mesmo tempo em que “constrói” a cantora de acordo com os padrões de beleza atuais, faz-se uma crítica aos padrões de beleza impossíveis e exagerados ao extremo impostos pela sociedade e por todas as mídias hoje em dia: uma pessoa perfeita, com cabelos lindos e sem um fio fora do lugar, simetria no rosto, nenhuma ruguinha ou olheira. Vocês entenderam: a beleza impossível para um ser humano, mas que é tão valorizada, difundida e desejada em todos os cantos do mundo.

Até que ponto buscaremos essa beleza impossível? Já está claro que muitas pessoas adoeceram e até morreram em busca do corpo perfeito, enquanto outras ficaram totalmente desfiguradas procurando o nariz, a boca ou os olhos tão sonhados. O que vimos em revistas, na TV ou em qualquer lugar não é real: são horas de Photoshop a fim de se criar a pessoa perfeita, e que não existe.

Temos que gostar de nós mesmas como somos: sair sem maquiagem, amar-se de forma geral, adorar as rugas de experiência e dar valor a cada parte do corpo que, nada mais é, reflexo do que somos e das nossas atitudes. Eu aposto que, se cada um (ou cada uma) se amasse do jeito que é, mesmo com uma gurdurinha aqui ou ali, as pessoas seriam, no geral, mais felizes.

O que eu escolho?
Por que eu escolho?
Quem quer que eu escolha?
Eu não sou seu produto.

De beleza, de preciosidade
Eles não podem me mudar
Sem comparação, inigualável,
A nova fragrância, sou eu mesmo, novo perfume.

Veja toda a letra e a tradução clicando aqui.

O que me dizem? Topam amar-se do jeito que são?

POSTS RELACIONADOS

17 comentários

  1. Responder

    Elisama Lucena

    24/02/2014

    [wink] Lindo de mais!!!!!

  2. Responder

    Bianca Nunes

    24/02/2014

    Nossa realmente, gostei muito.
    Olha eu não sou muito vaidosa e as vezes acho que isso é errado! 🙁
    Quando saio sem maquiagem me sinto cometendo um crime.
    Mas me esforço pra não ser algo que é imposto. Não é tão fácil.
    Beijos

  3. Responder

    Anallu

    24/02/2014

    Adorei a postarem, Gabi. É muito importante estarmos satisfeitos do jeito que somos. Como você disse, tem gente que fica querendo mudar e acaba piorando a situação, ou até mesmo morrendo.
    Deus nós fez do jeito que somos, isso é o mais importante. Temos que aceitar.
    O clipe é muito bacana, muito criativo. Eu amei.

  4. Responder

    ana

    24/02/2014

    vi esses dias no facebook e também parei pra pensar nisso!
    o clipe é realmente sensacional!
    beijão

  5. Responder

    Fabiana Strehlow

    24/02/2014

    Muito interessante!
    Gostei do vídeo, da voz, da música e, principalmente, da letra da música!
    Fica o recado!!

  6. Responder

    Aline T.K.M.

    24/02/2014

    Vi o clip esses dias e achei muito boa a ideia, o conceito dele. Também gostei bastante da cantora (francesa, né!).
    Esse assunto de padrões impostos, de autoestima, rendem discussões sem fim! Acho que todo mundo tem lá suas neuras, mas o mais importante é não deixar que elas nos impeçam de viver.

    Um beijo, Livro Lab

  7. Responder

    Diana

    25/02/2014

    Gabi,

    O Migue me mostrou esse video há alguns dias (faz parte da leitura de internet diária dele hahaha), achei super criativo, e me fez pensar.. ás vezes nos inspiramos em modelos e traçamos como meta de vida chegar ao mesmo estereótipo, sendo que na grande maioria, ele nem existe, é ilusório. Acho que super valeu este post ;D

    Beijo

  8. Responder

    carla vieira

    25/02/2014

    Eu já tinha visto e me encantei, é genial [love]

  9. Responder

    Carol

    25/02/2014

    Oii Gabi!
    Minha mãe me mostrou este clip e eu achei super demais , e tipo dicou tão dferente , e só foram alguns cliques!
    Ela mostrar isso , ?!Isso é tão falso não acha?!
    Enfim , adorei o post!
    Bjus!
    Carol – http://www.amorzinhodelivro.blogspot.com.br

  10. Responder

    Amanda Almeida

    26/02/2014

    Oi Gabi, tudo bem?
    Achei o vídeo bem interessante e fiquei pensando no que você escreveu. Se parássemos para pensar, cada um tem uma beleza única, então por que tentar ser igual ao outro né? Com certeza acho que falta um pouco mais de aceitação nas pessoas, a começar por mim.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    • Responder

      Gabi Orlandin

      01/03/2014

      A começar por mim também, Amanda. É fácil dizer que se aceita, mas se aceitar verdadeiramente, em todos os defeitinhos, é difícil. Mas estamos no caminho! 🙂

  11. Responder

    Brenda

    26/02/2014

    Eu já tinha visto esse vídeo, e sério, fiquei boquiaberta com ele!! É muito surpreendente como um programa pode mudar você totalmente. Achei muito boa a crítica, valeu mesmo a pena fazerem esse clipe dessa forma. Muitas mulheres ( principalmente adolescentes ) que olham uma mulher na TV e acham que elas nasceram assim .. mas é puro photoshop literalmente. Eu me amo do jeito que eu sou e nem ligo mais para opiniões alheias [heart]

    Crazy Girl ☁

  12. Responder

    Juliana

    28/02/2014

    Já tinha visto esse clipe e fiquei impressionada com as edições e efeitos especiais, muito perfeito!
    E realmente é um tapa na cara da sociedade, né?

    Belo post! Beijos!

    • Responder

      Gabi Orlandin

      28/02/2014

      Com certeza! Acho que falta a sociedade abrir os olhos e enxergar alguns absurdos que acontecem!
      Bom final de semana.
      Beijos :*

  13. Responder

    Fernanda Moraes

    28/02/2014

    Eu também achei esse vídeo sem querer pelo facebook e achei sensacional!
    Além dos efeitos, que foram super bem feitos, a crítica que ele faz é super importante.
    Adorei!

    Beijos.

  14. Responder

    Liza

    01/03/2014

    Vi esse clipe, achei mega interessante!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

  15. Responder

    Mirelle Candeloro

    01/03/2014

    Esse clipe é simplesmente fantástico. Teve muita gente criticando por não entender o teor da crítica dela, dizendo que é tão comum esse artifício que o clipe não trouxe nada de novo. O pessoal às vezes não enxerga as coisas que estão nas suas fuças, uma pena. Palmas para a cantora. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

ESCREVA UM COMENTÁRIO