Gayle Forman – Para onde ela foi

Para onde ela foi é o segundo livro da história contada em Se eu ficar, publicado em 2014 pela editora Novo Conceito, e que originou o filme homônimo. Já resenhei aqui no Fluffy o primeiro livro e o filme, então se você ainda não leu, corre lá! 😉

Se você não leu “Se eu ficar” ou não viu o filme, essa resenha vai ter spoilers!


Para onde ela foi Gayle Forman

Para onde ela foi
Se Eu Ficar #2
Gayle Forman
Editora Novo Conceito, 2013
240 páginas

Saraiva

Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.
Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.

Já haviam se passado três anos desde a última vez que Mia e Adam se viram. Naquele tempo, ela estava indo estudar violoncelo em Jiuliard, enquanto ele estava tentando recuperar o que sobrou da sua vida. Adam não teve ânimo para a banda ou qualquer outra coisa naquela época, e a falta de Mia lhe deixava um espaço vazio. Mas depois desse período obscuro, Adam conseguiu compor músicas, resultantes de sua revolta pelo sumiço de Mia, e então a banda estava de volta. Em pouco tempo, a Shooting Star estava se tornando conhecida, fazendo shows cada vez maiores e ganhando muito reconhecimento no mercado musical. Porém, Adam foi se tornando cada vez menos paciente para essa vida de celebridade à medida que as pessoas insistiam em reviver seus fantasmas do passado.

Foi em uma noite bastante confusa, depois de um dia infernal que ele a viu, estampada no cartaz de um teatro. Mia relembrava nele todo o amor que ainda não tinha sido esquecido. Adam entrou no teatro, sentou-se e disse a si mesmo que iria só ouvi-la. Não queria vê-la. Porém, não foi por abrir os olhos que tudo mudou; o destino simplesmente tinha outros planos. Ele queria tanto tocá-la, entender porquê tudo acabou daquela forma, saber como tê-la de volta. Mas ele estava impedido. Ele não poderia ter o que mais desejava.

Para onde ela foi Gayle Forman

Seguindo o mesmo estilo de Se eu ficar, a escrita de Gayle Forman é extremamente natural, e dá pra ler esse livro em apenas um dia. Dessa vez, ao contrário do primeiro livro, quem nos conta a história em primeira pessoa é Adam, e não Mia, e esse detalhe deu uma dinâmica incrível à história dos dois livros. Mia já teve sua vez, e agora era a vez de Adam mostrar seu lado da história, três anos depois do acidente de Mia e sua família.

O que eu mais gosto na escrita desses dois livros, falando agora de modo mais amplo, é a troca de tempos dos capítulos. Enquanto um capítulo conta o momento presente, o próximo conta a história do passado. O legal disso é que, embora no começo possa ser um tantinho confuso, com o passar da leitura a gente percebe como o quebra-cabeça vai se montando aos poucos, e começamos a entender tudo o que aconteceu, e que resultou no cenário da história atual. É incrível, e eu dou nota cinco ao livro somente por causa disso. Porém, atribuí quatro estrelas simplesmente pois achei a história um tanto parada, sem grandes reviravoltas ou mudança de cenário.

Para onde ela foi Gayle Forman

E, mais uma vez, assim como o primeiro livro, é impossível prever o desenrolar da história. Enquanto em Se eu ficar o leitor não tem ideia se Mia vai realmente ficar ou decidir ir embora, em Para onde ela foi, não temos ideia sobre o que vai acontecer com o casal de protagonistas. Eles têm muitas dúvidas, mágoas e obstáculos pelo caminho, e para que se encontrem em meio deles, precisam conversar. Eu pretendo não dar nenhuma pista aqui, mas eu posso garantir que quem ler ficará com o coração na mão em muitos capítulos. Para os leitores de Se eu ficar, esse livro é quase obrigatório.

POSTS RELACIONADOS

2 comentários

  1. Responder

    Jade Amorim

    01/09/2017

    Oieeee! o
    Cara, eu li sua resenha na cara e na coragem porque mesmo com o aviso de spoiler e eu não tendo lido a primeira obra eu queria ler sobre esse livro. hahahaha
    Então, eu sou bastante afim de ler esse autor porque ouço falar muito bem, mas tenho medo porque não é exatamente meu gênero, sabe?
    Aí fico naquela de vou ou não vou? 😡
    Uma hora acho que eu arrisco!

    Beijos!

  2. Responder

    Camila melo

    20/09/2017

    Esse livro foi um dos que mais gostei de todos que já li… Eu amei a história contada pelo Adam, apesar de toda a revolta dele não conseguir ficar nem um pouco com raiva de como ele tinha mudado, eu fiquei com raiva da Mia por ter feito o que fez com ele. Enfim… O final é lindo, do jeito deles.

ESCREVA UM COMENTÁRIO