Marina Carvalho – Elena: a filha da princesa

resenha do livro Elena: a filha da princesa

Elena: a filha da princesa
Marina Carvalho
Editora Galera Record, 2015
322 páginas

Saraiva

Elena é filha de Ana, princesa e herdeira da Krósvia. Quando descobre que a mãe enfrenta uma gravidez de risco, Elena precisa voltar às pressas para casa depois de uma temporada como voluntária em causas sociais na Nigéria. De volta ao lar, Elena encontra a monarquia abalada por um movimento separatista e uma antiga paixão que parecia adormecida: Luka, seu primo com fama e atitude de bad-boy-sangue-azul. A química entre os dois sempre foi evidente, desde o primeiro beijo roubado – dele em uma virginal Elena de 13 anos -, mas agora ela também é adulta e sabe muito bem o quer. E quem quer.

O livro Elena: a filha da princesa foi publicado pela editora Galera Record em 2015, mas talvez o que alguns não saibam é que ele tem duas histórias antecessoras. Em 2013, Marina Carvalho escreveu o livro Simplesmente Ana, publicado pela Novo Conceito. Devido ao sucesso, logo saiu o De repente, Ana, que agradou tanto ou mais aos fãs. E não parou por aí. Quando a história da personagem teve um fim (o tão esperado felizes para sempre), Marina escreveu a história de sua filha, Elena, que originou este livro.

Eu me apaixonei pelos dois livros da Ana Markov. Eles ganharam meu coração de uma forma que poucos livros conseguem fazer. A leitura flui muito rapidamente e eu me apaixonei pela escrita fácil, agradável e cheia de significados da autora. E Elena? Favorito também, é claro!

resenha do livro Elena: a filha da princesa

resenha do livro Elena: a filha da princesa

Elena é, como vocês já perceberam, a filha da princesa da Krósvia. Ana Markov vivia no Brasil com sua mãe, até que seu pai a encontrou, em uma feliz coincidência. Acostumada a viver somente com sua mãe a vida toda, convencida de que o pai abandonara a mãe quando soube da gravidez, ela não esperava encontra-lo – e menos ainda saber que ele nunca imaginou que tinha uma filha. Ou melhor: uma herdeira! Pois sim, o pai de Ana, Andrej Markov, não era ninguém menos do que o rei de um povoado europeu, chamado Krósvia.

A moça Elena, de olhos verde jade e cabelos da cor de trigo, herdou da sua mãe e suas antepassadas o desejo de ajudar as pessoas. No início da leitura, ela encontra-se na Nigéria, em uma missão para incentivar a leitura entre as crianças da região. Porém, a gravidez de risco de Ana a faz voltar para casa, e alguns probleminhas começam a aparecer, como:

1. Um grupo de manifestantes que quer derrubar a monarquia e instalar a república no país – mesmo que para isso tenha que usar a força e violência;

2. Luka. Seu primo de segundo grau por quem teve uma paixonite na infância resolve dar o ar da graça, depois de anos afastado e sem manter contato com a família.

Aí começa uma confusão atrás da outra – tanto no campo da política do país quanto no coração da princesa, que está confuso em relação ao que sente por Luka. E é ainda mais difícil se decidir quando o moço, cheio de tatuagens e tido como um mau caráter, dá investidas e demonstra o quanto a deseja. Já deu pra perceber que as emoções serão muitas, certo?

resenha do livro Elena: a filha da princesa

resenha do livro Elena: a filha da princesa

Como já disse, Marina Carvalho escreve incrivelmente bem, e o leitor não consegue parar de ler até chegar aos agradecimentos. Porque foi assim comigo: eu lia em qualquer momento, em qualquer lugar, pois estava ansiosa pelo desfecho dessa história. Porém, agora me sinto um tanto órfã porque acabou. Pode isso?

Elena, assim como a mãe, é uma personagem forte, decidida e que não se enverga frente a problemas. Ela tem os momentos de fraqueza, assim como qualquer pessoa, mas enfrenta-os e não tem vergonha de demonstrar os sentimentos e seu apoio, quando necessário. Luka é um personagem que transmite um pouco de desgosto ao leitor no começo, mas esse era o objetivo, porque ele fez muitas coisas erradas na vida – mas agora precisa consertar.

Com o decorrer da história, me deparei com vários personagens queridos dos livros anteriores – que deixaram saudades e ainda deixarão! – e me deliciei em cada página. Se você não leu Simplesmente Ana e De repente, Ana, pode ler Elena sem problemas, pois Marina Carvalho introduz, de forma resumida, toda a história até este livro. Mas eu recomendo que você leia toda essa série, porque todos os livros são igualmente bons, e eu posso prometer que irão roubar seu coração.

Será que agora podemos ter um livro sobre a possível futura filha da Elena, por favor?

POSTS RELACIONADOS

11 comentários

  1. Responder

    Aline Almeida

    08/06/2015

    Muito boa resenha! O romance parece muito bom, estou doida para ler! [happy]

  2. Responder

    Aracielle Cabral

    08/06/2015

    Nossa, nunca tinha ouvido falar nesses livros e agora estou louca pra lê-los! Obg pela linda resenha e pela instigante leitura! [lol]

  3. Responder

    Raquel Leal

    09/06/2015

    Eu não li a resenha, desculpa, mas só para evitar de pegar algum spoiler porque eu não li os dois livros anteriores ainda,mas fiquei muito feliz em saber que tem mais este livro =)
    Beijooos Gabi.

    • Responder

      Gabi Orlandin

      10/06/2015

      Não tem problema, Raquel, eu entendo 🙂
      Se você ainda não leu os livros anteriores, recomendo que faça isso. São leituras incríveis!
      Beijos.

  4. Responder

    Mary

    10/06/2015

    Eu não conhecia essa história e achei bem legal a autora escolher continuar a história com a filha da personagem principal, dessa maneira ela acaba não desgastando muito uma mesma história!
    Mas só achei a sinopse dos outros livros meio parecida demais com Diário da Princesa. Eu tô louca? hahaha

    Beijos,
    Mary

    • Responder

      Gabi Orlandin

      11/06/2015

      Não tá louca não, Mary! Hahah! O livro tem um enredo parecido com Diário da Princesa mesmo, mas achei melhor, mais adulto, sabe? Bem, sou suspeita pra falar, porque amo essa trilogia.
      Beijos.

    • Responder

      Amanda

      30/06/2015

      Kkkkkkk o eredo pode se comparar por que realmente é bem parecido mais o desenvolvimento não tem nada haver Kkkkkkkkk pensei nisso quando comecei a ler o Simplesmente Ana também Kkkkkkkkk
      Beijos [happy] [heart] [question]

  5. Responder

    Amanda

    30/06/2015

    Acabei de terminar de ler simplesmente Ana [love] e anteriormente li de repente Ana livro e oq e pode chamar de COMPLETAMENTE ENVOLVENTE realamente n parei d ler ate chegar ao final mais como tudo q e bom….acaba :”-(
    obiviamente o livro deixa um gstinho de quero mais….nao sabia do “Elena:A filha da Princesa” ate entrar aqui.
    Muito obrigada pela resenha Gabi você escreve muito bem [wink]
    #interressadissima [love] [love] [love] [love]

    • Responder

      Gabi Orlandin

      06/07/2015

      Oi, Amanda!
      Realmente não dá pra parar de ler até terminar! Como você gostou dos dois livros, certamente vai amar esse livro também!
      Beijos.

  6. Responder

    Fernanda Luz

    04/07/2015

    Nossa, e eu que só tenho e li o primeiro e já esta no terceiro!!Amei o primeiro livro, e me interessei muito por esse, preciso correr e ler o segundo.

    • Responder

      Gabi Orlandin

      05/07/2015

      Nossa, FAÇA ISSO! Se você gostou do primeiro, tem que ler o resto, haha! Vai se apaixonar <3
      Beijos.

ESCREVA UM COMENTÁRIO