Qual é o piso ideal para piscinas?

piso para piscinas

Olá, pessoal! A dica de hoje é para quem está planejando – ou sonha! – ter uma piscina em casa. Delícia, né? Mas vocês já pararam pra pensar que é importante escolher com cautela o tipo de piso que será usado nas laterais da piscina? Pois é, eu também nunca tinha pensado nisso, mas esse publipost vai esclarecer várias dúvidas e dar algumas dicas. Vamos lá?

Sabe aquele momento em que você vê o sonho da piscina se tornar verdade? Você reúne toda a família, faz um churrasco daqueles, convida os amigos, até o seu chefe, tudo para inaugurar a tão sonhada piscina da casa. Um lugar espaçoso, bonito e perfeito para realizar as confraternizações da família, as festas com os amigos e para passar aquele domingão quente se refrescando na água. Então, um dos convidados sai da piscina e vai pegar um lanche. Ele derrapa no piso molhado, bate a cabeça e vai parar no hospital com você de acompanhante. x( Triste, não é? Pelo seu amigo e por toda a festa estragada. E sabe por que isso aconteceu? Provavelmente porque o piso da piscina não era de material antiderrapante.

Para evitar situações desagradáveis assim é importante escolher bem o tipo de piso para se usar nas laterais da piscina. Como nem sempre essa escolha é simples, separamos duas dicas valiosas na hora de tomar essa decisão. Vamos a elas!

Primeiro de tudo: atributos do piso

Algumas características devem fazer parte do piso escolhido, tais como ser atérmico e antiderrapante. O primeiro item se deve pelo fato dessa região ficar constantemente exposta ao sol, podendo esquentar e gerar desconforto ao seu caminhar sobre ela. O motivo da segunda opção foi exemplificado na situação mencionada acima: evitar tombos. ;P E esses tombos podem ocorrer na saída da piscina, momento em que estamos mais molhados, ou mesmo ao se caminhar no entorno e se escorregar em alguma poça acumulada. É interessante avaliar o grau de permeabilidade do piso também, pois quanto maior, menos água fica acumulada na superfície. Desse modo, diminui-se os riscos de queda e a água ainda segue seu rumo natural junto à terra abaixo do piso.

Tipos de pisos

O material utilizado para se fazer o piso das piscinas varia, porém os mais comuns são:

piso para piscinas

  • Piso de cerâmica: um dos mais usados, pois pode ser facilmente adquirido em lojas de materiais de construção e tem o preço mais em conta. Na hora de escolher, verifique a durabilidade e resistência, pois com o tempo a cerâmica pode rachar, soltar pedaços ou deixá-los salientes. Também é indicado avaliar quanto à facilidade de limpeza, já que alguns modelos encardem ou mancham mais facilmente;
  • Porcelanato: esse material é menos poroso do que a cerâmica, o que não é tão bom, pois o torna mais impermeável. Contudo, isso pode ser contornado com um bom sistema de escoamento da água acumulada. Ele também é mais resistente e possui maior durabilidade do que a cerâmica;
  • Pedras: existem vários tipos de pedras que podem ser usadas para compor a borda da piscina, e cada tipo tem características próprias. Contudo, alguns itens que podem ser levados em conta são a durabilidade, resistência física, resistência a manchas, porosidade e facilidade de limpeza. Mas cuidado com as pedras lisas, pois não são recomendadas, tá?
  • Pisos especiais: existem tipos de materiais que são resultados de combinações de diferentes tipos de pedras, cimento e outros compostos químicos. Um exemplo é o piso Fulget, encontrado nos modelos tradicional e natural. A vantagem é que sua textura é mais áspera, o que o torna antiderrapante, e ele ainda possui boa durabilidade. Se encaixa bem em uma decoração mais moderna baseada em cores neutras. Deve ser tratado e limpado com frequência e corretamente, pois tem tendência a se sujar mais facilmente devido ao fato dele ser mais áspero.

    Além disso, ainda há possibilidade de se usar decks de madeira em combinação mista com o piso. Fica lindo, né? Me diz: gostou das dicas? 😉

    Este post é um publieditorial.

  • POSTS RELACIONADOS

    6 comentários

    1. Responder

      Claris Ribeiro

      05/04/2016

      Essa é uma das áreas que temos que ter mais atenção, as vezes as pessoas escolhem por beleza e acabam esquecendo que pode ser muito escorregadio, o que pode causar grandes problemas. Gostei do post, muito interessante!
      Ah! Te indiquei para receber um prêmio bem legal lá no blog, não sei se já ganhou, mas depois dê uma passadinha lá pra entender melhor!

      Beijos :*
      Claris

      • Responder

        Gabi Orlandin

        11/04/2016

        Oi, Claris!
        É verdade, eu sou uma dessas pessoas que sempre escolhe pela aparência, mas esquece do resto, hehe!
        Oba, vou lá conferir.
        Beijos.

    2. Responder

      Thaina dias furtado

      05/04/2016

      Amei seu cantinho. Vem no meu blog e vote na enquete sobre qual deverá ser a próxima postagem do meu blog, tem coisas interessantes que pode te agradar <3
      http://thaifurtado.blogspot.com.br/

    3. Responder

      Juliana

      07/04/2016

      Adorei as dicas! Entrei no site da empresa e eles tem cada foto linda, com cada piso de deixar de boca aberta 😀 Espero um dia ter uma casa e aproveitar essas dicas, rsrs.

      Beijos!

    4. Responder

      Isgruvisk

      02/09/2017

      Quando a piscina está desgastada pelo tempo, faça uma pintura com poliuretano que tem proteção contra os raios UV. Já fizemos esse trabalho com a Powerfloor.com.br

    ESCREVA UM COMENTÁRIO