Releituras de Contos de Fadas

Uma hora a hora chega e a minha de “unir o útil ao agradável” chegou. Não, espera, vamos por ordem: Que saudade daqui! Me afastei um bocado porque o danado do TCC chegou na minha vida desorganizada e eu dei uma (acho que apenas a primeira) enlouquecida básica. Mas estou me organizando e, aos poucos, voltando.

Então, continuando, essa parte do TCC é, naquela frase ali, a útil. Bom, esse trabalho é uma das coisas que mais tenho falado nesses tempos, mas ainda não encontrei um ritmo bom de escrita e dedicação, mas foi por ele (no caso em algumas das vezes que eu estava com preguiça ou quase desistindo dele) que comecei a pesquisar coisas que poderiam ser ou me levar a possíveis releituras de coisas/histórias que eu conhecia – Essa é a parte agradável. Entre uma fuga e outra de estudar, tentei tornar a minha distração o mais inspiradora e/ou criativa e/ou produtiva possível. Ah, mas porque releituras, Karol? Porque o meu TCC está intimamente relacionado com uma releitura linda da dramática história de amor mais contada-conhecida-recontada de todos os tempos! Adivinham qual é? <3

Pois bem, estou apaixonada-viciada em Contos de Fadas. De modo geral, em coisas lúdicas e normalmente mais voltadas para o público infantil, mas que se pensadas com mais atenção ou pinceladas com criatividades, quebram barreiras de idade/tempo e podem nos ensinar e propor coisas novas.

Enfim, vamos deixar de enrolação e ir logo ao que pensei em indicar a vocês. Resolvi pensar algumas categorias que tragam releituras interessantes de Contos de Fadas. Vamos lá:


Série: Once Up a Time

contos de fadas

Esse é o meu vício! Há pouco terminei a 1º temporada e fiquei simplesmente apaixonada. A série é o desenrolar de uma maldição que a Rainha Má jogou no dia do casamento da Branca de Neve e seu Príncipe James, de que todos do reino perderiam o que mais amam ficando presos no tempo. A salvação é a filha de Branca e James que, separada deles no espaço/tempo, não tem noção que tem esse poder e é levada à cidade de Storybrooke, onde é desafiada, muito pelos seus sentimentos, a acreditar no que sente, e aceitar a realidade que se vive naquela cidade. A série é, até onde acompanhei, muito emocionante. Os momentos de “vida real” são os que mais me deixaram empolgada. Só não gostei, mesmo, de alguns efeitos especiais; pareciam tão amadores, sabe? Mas não deixam, mesmo, que a magia da série se dilua. Recomendadíssima.

Quem quiser acompanhar, baixo os episódios por aqui.


Livro: O Lobo Mau no Divã – Laura James

contos de fadasEsse livro nos ensina um pouco de psicologia e psicanálise quando coloca alguns personagens de contos de fadas, literalmente, em um divã. As partes do livro, que são divididas por histórias, nos apresentam uma ficha médica de cada personagem/paciente, com dados pessoais (endereço, parentesco) e com dados patológicos, possíveis tratamentos, entre outras coisas.

É interessante pensar que alguns dos mais famosos, talvez até os nossos favoritos personagens possam ter problemas, distúrbios que, são “coisas de pessoas”. Pra mim, muitos detalhes foram importantes, consegui até observar melhor as histórias “como elas são de fato”. E, pra mim, uma das melhores partes é sobre Alice No País das Maravilhas. É um livro divertido e curioso, vale mesmo a pena conferir.


Música: Clarinha – Tom Drummond

Nessa música gostosinha, um pai nina sua filha, e para convencê-la a dormir, ele fala das princesas com gracinhas, comparações e com um “cuidado” fofinho com a sua princesa. Não há muito o que falar, ouçam e se encantem.


Espero que tenham gostado da listinha. Espero mais ainda que pensem essas (e outras) releituras como forma de manter, sempre, a magia pueril da infância em suas vidas. Mantenham-se criativos e apaixonados para/com a vida. <3 P.S.: Eu acabei desequilibrando um pouco a balança entre útil e agradável, e o segundo acabou se tornando vício (não sigam meu exemplo!).

POSTS RELACIONADOS

11 comentários

  1. Responder

    Manuh

    15/07/2014

    [love] Eu amo contos de fadas, mesmo tendo passado MUITO da idade do público-alvo deles! Um dia, pretendo comprar algum volume com toda a obra dos Irmãos Grimm. Sejam os filmes da Disney, ou as versões clássicas desses contos, eu sempre fico encantada! É incrivel como eles conseguem nos passar coisas tão fundamentais pra vida por meio de histórias simples…
    Um livro que está na minha wishlist de leitura é Fadas no Divã (Mário e Diana Corso). Ele analisa vários contos, desde os clássicos da nossa infância como O Patinho Feio e a Chapeuzinho Vermelho, até histórias atuais como HP e a Turma da Mônica, numa perspectiva da psicanálise, como o que cada um desses contos apresenta pras crianças. Mesmo sendo dessa área, os autores escrevem pra todo mundo, e não só pra quem ja tem conhecimento em psicologia! Ta ai mais uma dica sobre o assunto! hehe
    beijos!

    • Responder

      Karol Vieira

      28/07/2014

      Valeu pela dica, Manuh. Vou procurar esse livro… [wink] E eu ainda quero ler/assitir/conhecer tudo sobre os Irmãos Grimm. Parece muito instigante, preciso LOGO de um tmepo pra eles! rs

      Beijo pa tu!

  2. Responder

    Bruna

    15/07/2014

    Estou na primeira temporada de Once Upon a Time ainda, mas é muit bom. Sobre Frozen: nem precisa falar nada né? haha [wink]
    Beijos

    http://www.amantedemakes.blogspot.com

  3. Responder

    Roberta

    15/07/2014

    [smile] Eu gosto dessas releituras; Era uma Vez é interessante, mas achei realista demais 🙂
    Gosto de coisinhas em que tudo fica fofo rsrsrs…Frozen é lindo!!!
    Queria ver mais contos de fadas nas telas!!!
    Beijinhu

  4. Responder

    Eloísa

    16/07/2014

    Olá Karol 🙂
    Comecei agora a ver a série Once Upon a Time, na verdade só vi os 2 primeiros episódios ainda e realmente é uma série muito boa.
    Frozen já assisti umas 2658545 vezes por causa da minha irmanzinha que assiste todos os dias inúmeras vezes, e mesmo assim assisto essas inúmeras vezes e não me canso rs, aliás é o meu filme de animação favorito, já que as “princesas” vão atrás do que querem e não esperam por ninguém e nem que ninguém façam algo por elas. [love] [wink]

    • Responder

      Karol Vieira

      28/07/2014

      Benditas sejam as irmãzinhas mais novas! HAHA
      Eu ando viciada, mesmo, em animações. São as mais simples e fortes lições passadas com graça. Acho lindo *-*

  5. Responder

    Juliana

    16/07/2014

    Um tema que eu AMO! E então fazer uma pesquisa (TCC) sobre esse assunto deve ser genial! Espero que você tire MIL no TCC!! Estou louca ver essa série Once Upon… 😀

    Beijos!

    • Responder

      Karol Vieira

      28/07/2014

      Ju, eu vou citar (sem me aprofundar, por ora), sobre uma releitura de “Romeu e Julieta”. A história toda contada sob uma perspectiva da Cultura Popular Nordestina. É tão instigante quanto o lance dos contos de fadas. Dá até um gosto a mais nos estudos… HAHA

      [heart]

  6. Responder

    Thalita Melo

    16/07/2014

    Minha professora do 9º ano vivia falando do livro O Lobo Mau no divã.. e agora que eu vi esse post, me lembrei que preciso ter esse livro [smile]

  7. Responder

    Aline T.K.M.

    16/07/2014

    Todo mundo fala dessa série Once Upon a Time, mas eu nunca assisti a um capítulo sequer… Não costumo acompanhar muitas séries assim religiosamente, sabe. Apenas uma ou outra, e olhe lá.
    Quanto a Frozen, é realmente fofíssimo, as músicas grudam na cabeça e o filme faz a proeza de trazer uma história de princesas para os dias atuais sem parecer piegas nem antiquada. Mas sabe, ainda gosto mais dos filmes clássicos antiguinhos de princesas da Disney!

    Beijinhos, Livro Lab

  8. Responder

    Cynthya Marangon

    18/07/2014

    Sou apaixonada por releituras. Elas são capazes de nos mostrar fatos que antes ignoramos e renovar nossas perspectivas sobre a história. Amei a música, muito criativa!
    Beijos, Cyn.
    http://ograndetalvez.blogspot.com.br/

ESCREVA UM COMENTÁRIO