Nicholas Sparks – Diário de uma paixão

resenha do livro Diário de uma paixão

Diário de Uma Paixão
Nicholas Sparks
Editora Novo Conceito
242 páginas

“Não sou nada especial; disso estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns, e vivi uma vida comum. Não há monumentos dedicados a mim e o meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou.” Noah Calhoun.

Assim tem início uma das mais emocionantes e intensas histórias de amor que você lerá na vida. O livro é o retrato de uma relação rara e bela, que resistiu ao teste do tempo e das circunstâncias. Com um encanto que raramente é encontrado na literatura atual, O Diário de uma Paixão de Nicholas Sparks, o consagra como um contador de histórias clássicas, com uma perspectiva excepcional sobre a mais importante e única emoção que nos mantém.

Com mais de 12 milhões de cópias vendidas, o livro que emocionou as pessoas ao redor do mundo, foi traduzido para mais de 20 línguas.

Li o livro “Diário de uma paixão” sem saber do que a história tratava, pois eu estava em um período “Nicholas Sparks” (e ainda estou, lendo “A última música”) e nem sequer li a sinopse, nada. Apenas vi que a biblioteca da minha cidade tinha recém adquirido e aproveitei pra reservar. Bom, o livro não foi o que eu esperei… foi mil vezes melhor.
Entrou no primeiro lugar da minha lista de favoritos de todos os tempos. Mudou a minha vida. E eu vou explicar o por quê.

resenha do livro Diário de uma paixão

O livro conta a história de Noah, um simples e humilde operário que vive com seu pai em Nova Berna, uma cidade no interior do estado da Carolina do Norte, e Allie, uma moça de família rica que tem paixão por pintura. Quando Allie viaja para a cidade de Noah com a família para passar as férias de verão, os dois se conhecem através de amigos próximos e logo sentem que existe algo entre eles. Apesar de serem muito novos, o sentimento é intenso e eles se apaixonam perdidamente, passam momentos muito lindos e agradáveis juntos durante todo o verão e, quando ele a leva para conhecer um casarão abandonado e diz que no futuro tem a vontade de compra-lo para reformar, Allie diz como quer que sejam as cores. Mas como a família de Allie é rica, eles esperam que ela case com alguém “no mesmo nível”, fato que se torna um grande obstáculo para a felicidade do casal. Antes de Allie partir, eles se entregam totalmente um ao outro, momento que é lindamente descrito no romance como algo puro, inocente, pois ambos eram muito jovens.

Depois de Allie ir embora, Noah lhe escreveu muitas cartas durante um ano inteiro, mas ela nunca chegou a saber da existência delas, pois sua mãe as confiscava. Sendo assim, ela sempre achou que ele nunca tinha escrito e por isso resolveu seguir adiante com a sua vida.

Duas semanas antes do casamento de Allie com um advogado bem sucedido e de ótima família, ela vê um pequeno anúncio no jornal, informando a compra do casarão. O comprador era Noah Calhoun.

Neste momento, os sentimentos que tinham sido deixados de lado à tempos voltam à tona e ela precisa revê-lo antes de se casar, como se precisasse confirmar a sua decisão no momento que o visse. Quando ela chega à casa, ela vê que ela está pintada exatamente como era o desejo dela. E o reencontro dos dois foi emocionante, no mínimo. Ficaram horas relembrando os momentos do passado, há tantos anos atrás e, à medida que as horas passavam, ambos sentiam-se cada vez mais atraídos um pelo outro, como se aquele fosse exatamente o lugar que lhes pertencia desde sempre.

Quando Noah convida Allie para dar um passeio de barco, eles se entregam ao sentimento que sentem e passam vários dias juntos, deitados no chão em frente à lareira. Mas a alegria do casal acaba quando sua mãe bate à porta, inesperadamente calma com a situação, avisa a filha que o noivo está vindo atrás dela e a entrega as cartas que Noah enviara tantos anos antes.
Allie precisava tomar uma decisão, mas ela não queria magoar ninguém. Mas a decisão precisava ser tomada por ela e mais ninguém.

A história me fez mudar pelo simples fato de que o tempo passa e às vezes pode ser tarde. E cada momento é único, é sagrado, não volta mais. Por isso, depois de ler alguns capítulos, fechei o livro e vim para o computador escrever sobre a minha vida e sobre o que teria que ser mudado desde então. E já faz um mês (tá, é pouquíssimo, mas é algo gigantesco pra mim) e continuo pensando a mesma coisa e agindo muito melhor do que antes.
Vale a pena, pois é uma história e uma lição de vida, de amor, de dedicação e que correr atrás dos sonhos vale a pena.

“Ela era meu sonho. Ela me fez ser quem eu sou, e tê-la nos meus braços era mais natural pra mim do que as batidas do meu próprio coração. Eu penso nela o tempo todo. Mesmo agora, aqui sentado, estou pensando nela. Nunca poderia ter existido outra.”

“Você é a resposta para todas as minhas orações. Você é uma canção, um sonho, um murmúrio e não sei como consegui viver sem você durante tanto tempo. Eu amo você, Allie, mais do que você é capaz de imaginar. Sempre te amei e sempre vou te amar”.

PS: só pra constar, o filme do livro também é bom, e muito engraçado!

POSTS RELACIONADOS

13 comentários

  1. Responder

    Douglas

    fevereiro 12, 2011

    Sua leitora compulsiva, huauhaua [smile]
    Só passei pra dizer que o teu layout ficou otimo de novo, é claro foram minhas dicas, hauauha… [love] brinks…
    Bom, era isso…
    Bjooooos
    TE AMO DEMAISS….
    Já to com saudades !
    [wink] [think] [love] [cool]

  2. Responder

    Glicia

    fevereiro 12, 2011

    Eeei!! =)

    Nossa, achei seu blog por acaso, pq a Claudia comentou no twitter, daí entrei e vi que era você a dona desse blog! Anos que eu visitava um blog antigo seu, lembra?

    Eu tb to nisso de blogs há tempos e lembro dos comentários Haloscan! hahah.. Mas eu sempre desisto de mexer com isso quando a faculdade começa! rs…

    Lindo, lindo o layout daqui. =)

    Um beijo!!

  3. Responder

    Fluffy - Gabriela

    fevereiro 14, 2011

    Haha, sim, Doug, suas dicas foram de ouro! Muito obrigada pela sua paciência!
    Te amo! [love]

  4. Responder

    Renata

    fevereiro 14, 2011

    Oiii!
    Ler esta resenha so me faz querer ler mais este livro! Estou mtooo ansiosa para começar esta leitura!!!! [love]
    Eu so tenho mais um livro antes desse!!!!!

    bjos, lindo blog [love]

  5. Responder

    Luiza C

    fevereiro 14, 2011

    Eu to lendo esse livro! Não li a resenha para não estragar a surpresa. rs. Mas eu achei ele meio parado e sei lá.. Mas tá legal até, rs. Ah, que LINDOOOO o seu blog, me apaixoneiiii. To seguindo ele. Beijos

  6. Responder

    Barbara

    fevereiro 15, 2011

    Olá!
    Você sempre surpreendendo, né?
    Depois de ler seu post …também vou querer ler esse livro.
    Beijos

  7. Responder

    Fluffy - Gabriela

    fevereiro 15, 2011

    Claaro que lembro de vc, Glicia! Eu visitava seu blog também, e esses dias lembrei de você quando tava arrumando meus links antigos de amigos – a maioria já não tem mais blog ou mudou e eu não sei o novo endereço. Mas e vc tem blog ainda??

    Beijãão!

  8. Responder

    Douglas

    fevereiro 15, 2011

    Primeiroooo…
    Isso é so pra me vingar, vc fica dizendo por ai que eu não comento aqui… e ainda por cima mexe uns pauzinhos para que fique em 3º na colocação dos comentaristas…
    Tu me paga, hauhauhauuha
    TE AMO MEU AMOR….

  9. Responder

    Douglas

    fevereiro 15, 2011

    Minha paixão é você…
    Tenho que escrever um diário…
    Bjoooooos

  10. Responder

    Débora

    fevereiro 24, 2011

    hehehehe! Ri do comentário do Douglas!
    Anyway! Adoro esse livro e o filme mto mto mto!
    É realmente emocionante!
    Bjos

  11. Responder

    Amanda Vieira

    outubro 3, 2011

    Já assisti ao filme e amei, também pretendo ler o livro, Nicholas Sparks é
    um dos meus autores preferidos!!!

  12. Responder

    monique carvalho

    fevereiro 5, 2013

    ainda vo ler esse livro esse ano. otima resenha <3

  13. Responder

    Mayanne

    maio 8, 2014

    [love] PERFEITOO!!!

ESCREVA UM COMENTÁRIO