Anne Tyler – O começo do adeus

resenha do livro O começo do adeus

O começo do adeus
Anne Tyler
Editora Novo Conceito, 2012
208 páginas

Anne Tyler nos leva a um romance sábio, assustador e profundamente tocante em que descreve um homem de meia-idade, desolado pela morte de sua esposa, que tem melhorado gradualmente pelas aparições frequentes da mulher — na casa deles, na estrada, no mercado. Com deficiência no braço e na perna direita, Aaron passou sua infância tentando se livrar de sua irmã, que queria mandar nele. Então, quando conhece Dorothy, uma jovem tímida e recatada, ele vê uma luz no fim do túnel. Eles se casam e têm uma vida relativamente modesta e feliz. Mas quando uma árvore cai em sua casa, Dorothy morre e Aaron começa a se sentir vazio. Apenas as aparições inesperadas de Dorothy o ajudam a sobreviver e encontrar certa paz. Aos poucos, durante seu trabalho na editora da família, ele descobre obras que presumem ser guias para iniciantes durante os caminhos da vida e que, talvez para esses iniciantes, há uma maneira de dizer adeus.

Antes de começar a leitura de O começo do adeus, já tinha lido algumas resenhas que falavam que a história não é tudo o que se espera, e que ela deixa muito a desejar. Por isso, já comecei a leitura esperando nada mais do que uma história para passar o tempo, mas me surpreendi.

Aaron é um personagem manco (que trabalha na editora da família, o que deu à história um ambiente muito mais bacana!) que narra a sua própria tragédia de uma forma um tanto irônica. Ele perdeu a esposa, Dorothy, uma médica baixinha e gordinha, com jeitos nada delicados, mas que ele, de alguma forma, amava. Uma árvore caiu em cima de sua casa, e ele se salvou porque eles tinham brigado: ele foi para o quarto e ela ficou no solário, que ficou destruído, como uma mata fechada de folhas, galhos e destroços.

Mas e se Dorothy voltasse dos mortos? O que ele faria, o que ele diria a ela? Ele não sabe o que acontece, qual é o padrão que faz com que sua esposa apareça para ele, mas ele a vê nas horas mais improváveis – enquanto está pensando nela ou simplesmente enquanto escolhe verduras na feira.

O livro é quase uma história de “superação“, pois Aaron precisa aprender a viver sem sua esposa, precisa entender que a vida segue adiante, mas é difícil colocar em prática. Então, ele reflete bastante sobre como foi seu relacionamento com Dorothy e chega a conclusões a que ele nunca havia pensado antes.

Os personagens não são muito aprofundados, pois a história é curta e não há muita brecha para isso. As que mais me chamaram a atenção foram Nandina, irmã de Aaron, que é uma pessoa forte e decidida e que trabalha na editora, e Peggy (a que mais gostei), também colega de trabalho, que tem um jeitinho, digamos, singular de ser. Até certo ponto, me identifiquei com ela.

“[…] Peggy era gordinha e com covinhas – uma pessoa dourada e cor-de-rosa, com uma nuvem de cachos dourados e uma adoração por roupas rendadas demais das lojas de caridade.”. página 23.

“- Ah, é verdade! Fiz a mesma coisa com a coleção de livros do Ursinho Pooh.” [sobre comprar boxes de livros, mesmo que você já tenha alguns deles]. página 105

“Uma criança poderia ter desenhado aqueles olhos dela, como cílios ao redor como raios de sol.” página 107

Achei que o final seria decepcionante, mas não foi. A autora quis mostrar a superação de Aaron com a perda de Dorothy, o “começo do adeus” que o livro promete e, a meu ver, ele cumpre. Só dei 4 estrelas porque ele não é aquele livro que você vai lembrar para o resto da vida, mas é daqueles que você não consegue desgrudar, porque a história é muito bem escrita. E o final, não esperado e impossível de adivinhar, é surpreendente!

POSTS RELACIONADOS

27 comentários

  1. Responder

    Clive

    04/11/2012

    Como é que pode?
    só pela resenha já gostei .-.
    adoro suspense, ainda mais de qualidade o/
    falando em qualidade, adorei o estilo do blog ^^

    Hey segue de volta?
    adoraria que lesse meu último post e deixasse um comment.
    diademegalomania.blogspot.com

    Agradecido, Clive B.

  2. Responder

    Quequel

    04/11/2012

    Oieeee
    Sou muito afim de ler esse livro e apos ler sua resenha.. quero ainda mais ! 🙂
    Até mais.
    Bjinssss

  3. Responder

    Pâmela Rodrigues

    04/11/2012

    É bom quando a gente começa uma leitura sem expectativa e depois se surpreende, né?!?!?
    Gosto muito.
    Que bom que gostou do livro. Estou lendo um livro agora que é uma graça e comecei a leitura assim, como você, com este que resenhou.
    Eu comecei a ler o livro por obrigação (pois é!). Não seria o livro que eu leria por querer.
    Então, agora, eu ando amiga da fofa da personagem. O livro é envolvente, mágico e profundamente emocionante. Além de ser muuuuito bem escrito.

    “The Secret Life o Bees” _ Sue Monk Kidd.

    Beijo,

    Pâmela Rodrigues

  4. Responder

    Ludmila

    05/11/2012

    Oi Gabi,
    É muito bom quando a gente pega um livro sem expectativas e se surpreende. É bom demais, demais!
    Eu também já tinha lido resenhas não muito entusiasmadas sobre O Começo do Adeus, mas a sua me deixou com vontade de lê-lo.
    Gostei bastante e espero ler em breve.
    Beijos

  5. Responder

    Fernanda Souza

    05/11/2012

    Eu fiquei louca por ele na Bienal, no estande da NC porque a capa é muito bonita – e não tem muita relação com o conteúdo, rs.Esse livro é singelo e interessante, pois muitas pessoas já passaram por algo similar. A superação do Aaron e a participação de Peggy nisso é encantador.

    Beijos
    @LeitoraIncomum
    http://www.leitoraincomum.com

  6. Responder

    Patricia (Paty)

    05/11/2012

    Oi Gaby, ótima dica!
    Muitos livros já me surpreenderam, ao contrario da opinião de muitos, o legal é ler e tirar suas proprias conclusões.
    Beijos flor!!

  7. Responder

    Biia Rodrigues

    05/11/2012

    Acho que são raros os livros que realmente vamos dar cinco estrelas, então quando um recebe quatro eu já percebo que é muito bom rs
    também já li resenhas que me fizeram pensar que esse livro não era tudo aquilo, a sua já me fez ter uma visão melhor dele. Eu acho que é uma boa historia e com certeza eu leria, raramente leio livros que valem sobre superação, acho que seria bom.

    Beijos ;*

  8. Responder

    Carolina

    05/11/2012

    Essa foi a primeira resenha positiva sobre esse livro que li. So li umas duas, mas nenhuma delas era muito empolgante ou me fazia querer ler o livro.
    Adoro livros que contam histórias de superação, ainda mais se tiver um final surpreendente assim.

    Beijo, Gabi!

  9. Responder

    Cami

    05/11/2012

    Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro. A história parece boa, mas não sei se eu gostaria por conta dos personagens não serem tão trabalhados; Mas mesmo assim não vou deixar de ler! (:
    Quando você não tem expectativas sobre um livro a leitura é exatamente outra. Foi assim que aconteceu quando li Vaclav e Lena, que você postou a resenha. Eu não esperava muita coisa, mas aí comprei o livro e me surpreendi e com certeza entrou para a minha lista de livros favoritos. Já outros livros que leio com a maior das expectativas, eu sempre acho ruim no final. Justamente por esperar uma obra prima. (:

  10. Responder

    Beatriz Gosmin

    05/11/2012

    Não estava dando muito para este livro, mas agora acho que vou repensar.
    A história parece ser cativante, com personagens diferentes e ao mesmo tempo bem parecidos com a gente.

    Bem, espero gostar muito do livro e eu adoro finais inesperados!

    Bia | http://www.livroseatitudes.com.br

  11. Responder

    Bruna M.

    05/11/2012

    Parece um bom livro, gostei bastante da sua resenha! [happy]
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

  12. Responder

    Kauana Pletz

    05/11/2012

    Estou curiosa pra ler esse livro, realmente sempre me pareceu que ele trazia essa reflexão, de como dar adeus a quem amamos. Me animei com todo o aspecto psicológico que envolve o personagem.

  13. Responder

    Amanda Faustino

    05/11/2012

    Eu só li duas ou três resenhas desse livro e não falavam tão bem assim dele, fiquei desanimada. Mas agora com a sua resenha… A vontade que eu tinha de ler apareceu de novo, só não sei se vou gostar. [think] Vou ler em breve.

    Beijos,
    Mandi – Book and Cupcake.

  14. Responder

    Bruna

    05/11/2012

    oii amiga!

    esta é a primeira resenha deste livro que leio e gostei muito!
    deve ser bem trágico essa história da perda da esposa, não consigo imaginar um final feliz depois dessa revelação, mas fiquei tentada a descobrir

    megaa bjoo
    ;**

  15. Responder

    Leandro de Lira

    05/11/2012

    Oi Gabi!
    Não gostei desse livro. Achei que a autora escreve bem, mas a história é muito cansativa e chata.
    E que bom que você gostou. É sempre bom quando algum livro nos surpreende de alguma forma.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

  16. Responder

    alice aguiar

    05/11/2012

    eu nao gosto da capa desse livro, mas a história eu acho que pode ser bem legal.
    é bom que o final nao é previsivel né, odeio finais assim.

  17. Responder

    Thais Teixeira

    05/11/2012

    Adorei a resenha, não esperava muito deste livro quando li a sinopse mesmo, mas sua resenha me fez achar que deve ser um livro bem emocionante, e eu adoro livros assim, que me emocionam a ponto de me arrancar lagrimas. Não sei, mas acho que seria assim pra mim, pois sou muito emotiva, principalmente quando estou lendo.
    Já estou desejando ter este livro na minha estante, com certeza!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br

  18. Responder

    Jennifer Prange

    05/11/2012

    Oi gabi!
    Como você já vi esse livro várias vezes pela blogosfera, e sim, sempre com uma resenha não muito positiva, por isso sempre fiquei com um pé atrás em relação a ele. Mas a sua resenha finalmente me fez mudar de opinião, vou até colocar ele na minha lista de livros para comprar! Hahah
    Enfim, adorei a resenha, parabéns!
    Beijosss

  19. Responder

    Dud's

    06/11/2012

    oi querida,
    acho que o melhor mesmo é nunca esperar nada de um livro e deixar ele nos surpreender, e dessa vez deu certo hehehe
    A historia parece bem boa e com lições, fiquei curiosa.
    ótima resenha.
    boa semana
    ;*

  20. Responder

    Nessa

    06/11/2012

    Oie!
    Te vi em alguns blogues que eu visito e resolvi vir conhecer o seu!
    Amei, achei ele super fofo e bem organizado!!
    Que bom que vc gostou do livro e do final, isso é muito importante, né. odeio quando o final me decepciona ou não era o que eu esperava!!
    Adorei seu blog!

    Bjinhs*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/2012/10/dica-de-leitura-com-fernanda-rocha.html

  21. Responder

    Ellen Andressa

    06/11/2012

    Também ja li varias resenhas deste livro e maioria não foi muito positiva.Mais como sempre vem a Gabi com uma ótima resenha que me dá agua na boca, fazer uque? Confesso que agora estou com vontade de lê-lo

  22. Responder

    Juliana Guedes

    08/11/2012

    Li algumas resenhas desse livro que não me animaram em nada a ler esse livro, mas a sua Gabi ficou ótima alem de me incitar muito a curiosidade com relação a história.
    beijos

  23. Responder

    May

    09/11/2012

    Eu não consegui terminar de ler esse livro, apesar de ele ser super fino! Gostaria de ter terminado, mas não tive paciência, acho que o peguei em uma época errada!

    Beijinhos,
    May :*

  24. Responder

    Erika Tammy

    09/11/2012

    Esse livro já esta na minha lista de leitura, pois minha irmã ja leu e gostou muito dele, e com sua resenha fiquei com mais vontade de lê-lo. Também fiquei interessada, pois amo livros que falam sobre superação.

  25. Responder

    Babi Lorentz

    10/11/2012

    Gabi, eu só dei 3 estrelas pra este livro por causa da escrita, que é praticamente impecável. Além disso, Anne Tyler é uma baita de uma escritora. 😀 Beijos.

  26. Responder

    Fernanda Rocha

    10/11/2012

    Eu não consegui gostar desse livro, não digo que ele é ruim, apenas achei fraquinho…

  27. Responder

    Luana

    13/11/2012

    Como vc fiquei com o pé atrás principalmente por quando ter chegado eu não estava muito afim de ler, mas fiquei u pouco animada com a sua resenha mas não tanto assim!!

    Bjs

ESCREVA UM COMENTÁRIO