John Green – O Teorema Katherine

resenha do livro O Teorema Katherine

O Teorema Katherine
John Green
Editora Intrínseca, 2013
304 páginas

Após seu mais recente e traumático pé na bunda – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Se você não leu a sinopse acima, eu recomendo que leia. É a melhor sinopse de livro que já li!

Já comentei, em algumas resenhas de meus livros favoritos, o quanto acho difícil escrever sobre uma história que adoro. John Green¹ é um escritor tão, tão bom, divertido e irreverente, que eu me arrisco a dizer, sem medo, que uma obra dele sempre será difícil de resenhar. O Teorema Katherine² é um livro que me surpreendeu e que firmou a minha suspeita do autor ser uma figura incrível e única.

Colin Singleton é um prodígio – ou sempre achou que fosse – viciado em anagramas, e já namorou, em sua vida, 19 meninas. Todas elas compartilhavam as mesmas 9 letras no nome: Katherine. Exatamente assim: K-A-T-H-E-R-I-N-E. Quando a décima nona Katherine fez o que todas as anteriores já haviam feito – dar um pé ne bunda de Colin! – bem, aí ele percebeu que alguma coisa não estava totalmente certa. Foi aí que seu amigo árabe, gordinho e totalmente engraçado Hassan (um dos melhores personagens do livro, juro!) tem uma ideia incrível (ok, não tanto assim): pegar a estrada e sair sem destino! Entre uma parada e outra, Colin e Hassan acabam em uma cidadezinha pacata e muito rural do Tennessee, chamada Gutshot. Era para ser só uma parada mesmo, mas por obra do destino, eles acabam conhecendo Lindsey e sua mãe³, que lhe oferecem emprego e moradia por uns dias. E os dias viram semanas…

Como eu já disse, Colin é… um gênio (com um tipo de complexo com as metas que ele não consegue atingir), e a décima nona Katherine, além de lhe dar um pé na bunda, lhe dá o empurrão que ele precisava para descobrir por quê isso vem acontecendo com todos os seus relacionamentos. Ele sempre sonhou com o seu momento eureca, mas a fórmula do teorema, que vai explicar quão longo será um relacionamento e qual dos dois vai terminar (sendo um Terminante e um Terminado), acaba se tornando mais difícil de resolver do que ele imaginava. Mas Lindsey, que ele mal conhece, acaba se tornando uma peça chave para tentar resolver o problema.

resenha do livro O Teorema Katherine

Todos os personagens são super bem construídos, e não há nenhum que iremos dizer que odiamos. Além disso, esse livro pode ser lido tão rapidamente, que você nem vai perceber quando acabar. A escrita de John é fluida, leve, divertida e sincera, e ele prova, mais uma vez, depois de A Culpa é das Estrelas, que sabe escrever para jovens e adultos, e o faz majestosamente, de modo a não nos deixar largar o livro.

Seria injusto eu comparar OTK com ACEDE, porque cada um é diferente. Mas, devo dizer, apesar de eu ter dado 5 estrelas a este livro, não posso favoritá-lo porque algumas coisinhas ficaram no ar pra mim (se eu contar o que foi, será spoiler!), e não foi tão tocante, quanto o outro livro, mas esse foi, definitivamente, mais divertido. Mas que fique claro: este livro deve ser lido por todos os fãs de histórias gostosas e leves, que gostam de dar boas risadas e que apreciam, de um modo geral, livros bons.

resenha do livro O Teorema Katherine

O Teorema Katherine é, por fim, muito mais do que uma simples história de amor, mas é uma história muito bela sobre superação; sobre alcançar – ou deixar de levar tanto em conta – suas metas diárias; é uma história sobre o desejo de sermos importantes e lembrados, ou o medo que sentimos de sermos esquecidos. O amor é secundário perante a grandiosidade dos pensamentos de Colin, o menino que acaba descobrindo que ser importante não é tudo na vida, e que alguns pequenos detalhes não vistos pelas pessoas podem tornar o seu dia incrivelmente melhor. E a lição que o livro transmite é sutil, mas sábia, assim como tudo o que John Green faz!

E, antes que eu esqueça, as notas de rodapé são fugging fantásticas.⁴

“Os livros são o melhor exemplos de Terminado: deixe-os de lado e eles o esperarão para sempre; dê-lhes atenção e sempre retribuirão seu amor.” página 148


¹ Como vocês sabem, John é o célebre autor do meu tão queridinho “A Culpa é das Estrelas”, e se vocês ainda não conhecem seus livros, estão perdendo um pedaço precioso de diversão na vida de vocês. É sério.

² O livro tem muitas notas de rodapé, muitas mesmo. Todas ótimas.

³ Nesse caso, foi a mãe que o conheceu, já que uma vez ele participou de um programa de TV – de nerds! – que ninguém no mundo assiste, mas, em Gutshot, ela viu.

⁴ Saiba mais sobre fugging lendo este livro. É, vou te deixar curioso.

POSTS RELACIONADOS

36 comentários

  1. Responder

    Ellen Alves

    13/05/2013

    Gabi!! Que saudades querida! Ownn, devoreiii a sua resenha… Mas não vou entrar em depressão porque não tenho esse livro pois… VOU GANHAR ELE! Me apaixonei por Jonh! Desde que vi a sua resenha de A culpa é das estrelas e comprei ele virou meu amor eterno! Acredita que não fiz a resenha ainda? Já tirei as fotos e quando postar te aviso! Mil beijões Gabi! Te adoro sua linda!

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      13/05/2013

      Oi Ellen!
      Eu eu com saudade de vocês, já que ando sumida, rsrs. John é mesmo sem palavras, é incrível! Quero ler a sua resenha de ACEDE quando postar, é tão bom saber que você se apaixonou por ele por minha causa! Espero que você conheça OTK em breve também 😀
      Beijoca!

  2. Responder

    Tacila Porto

    13/05/2013

    Esse livro, deve ser muiiito bom, adorei ler A culpa é das estrelas, e John é demais .
    Pretendo ler esse livro quando tiver a oportunidade’

    Beijinhos.
    carinhodaspalavras.com.br

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      13/05/2013

      Se você adorou A Culpa é das Estrelas, com certeza vai amar esse também, porque é do estilo do John, apesar de cada um tratar de assuntos um pouco diferentes, como eu disse. Leia mesmo, vale a pena!
      Beijo!

  3. Responder

    Thainá

    13/05/2013

    Gabi sua resenha me animou de verdade no livro. Eu sinceramente achei que ele abordasse algo completamente diferente. Adorei as notinhas de rodapé ihihih

  4. Responder

    Aline T.K.M.

    13/05/2013

    Terminei de ler O Teorema há pouco mais de uma semana, e adorei! Foi o primeiro livro que li do John Green (é, ainda não li A Culpa é das Estrelas…), e achei a narrativa dele supergostosa, e concordo que as notas de rodapé são demais. O livro é muito bom e traz um quê de inteligente muito bem integrado com a trama como um todo. Ou seja, o enredo é suficientemente simples, mas dá margem a viagens mentais. =)

    Bjoka! Livro Lab

  5. Responder

    Sharon

    14/05/2013

    Oie Gabi.
    Não li o A Culpa é das Estrelas, pq não me interessei, de verdade, hahaha a capa tem que me chamar a atenção e não foi o caso.
    Só que esse achei a capa tão fofa e queria saber do que se tratava… Adorei o tema do livro, deu vontade de ler ele, não parece ser massante pelo tamanho dele.

    Lindas as fotos e o dog [love]
    Bjooos

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      15/05/2013

      Sharon! O livro não é nem um pouco maçante, muito pelo contrário, é gostoso e divertido de ler. E leia mesmo A Culpa é Das Estrelas! Apesar de a capa não ter lhe chamada a atenção, a história é muito linda, de verdade. Espero que, se você ler, goste tanto quanto eu!
      Beijos 🙂

  6. Responder

    Juh Claro

    14/05/2013

    A cada resenha que eu leio, mais quero esse livro logo – pena que não posso comprar nada (pelo menos não até a Bienal haha). Amei sua resenha, foi a que mais me divertiu! <3
    Acho meio difícil algum livro ser tão maravilhoso como ACEDE, mesmo sendo do mesmo autor, porque ele é completo, engraçado e triste ao mesmo tempo, e, por todas as resenhas que li de OTK, esse leva mais o lado engraçado, o que não é nem um pouco ruim, logicamente.
    Enfim, espero poder lê-lo em breve 🙂
    Beijão.

  7. Responder

    Jessica

    14/05/2013

    Sou louca pra ler algum livro de John Green. Todo mundo fala mto bem dele em suas resenhas. Como estou fazendo uma (extensa) listinha literaria, me interessei por esse e ja marquei pra ler quando eu puder! Vou confiar em voce Gabi [lol] kkk
    Beijinhus
    http://honey-pixel.blogspot.com

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      15/05/2013

      Pode confiar, Jessica, John Green é tudo o que falam e um pouco mais, hehe. Pelo menos eu acho, espero que você adore os livros também! 🙂
      Beijão.

  8. Responder

    alice aguiar

    14/05/2013

    awn que saudades.
    gente amei sua resenha
    todo mundo fala que esse autor escreve super bem, ainda nao li nenhum livro dele acredita?

  9. Responder

    Amanda Almeida

    15/05/2013

    Oi Gabi, tudo bem?
    Estou com esse livro em casa, e confesso que estou adiando o momento, pois da ultima vez fiquei me sentindo órfã de J.G. Mas quero e muito ler esse livro o mais rápido possível, pois só leio elogios quanto a ele.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

  10. Responder

    Renata

    15/05/2013

    Depois que eu li “A Culpa é das Estrelas” (e chorei junto), fiquei com vontade de ler os outros livros do John Green, mas sei lá, eu ficava relutando achando que nenhum outro livro dele chegaria aos pés do primeiro que eu li.
    Mas a sua resenha me chamou a atenção, me pareceu interessante, quem sabe algum dia eu não leia. 🙂

  11. Responder

    Thaís

    15/05/2013

    Amei a resenha! Acabei de comprar ACEDE e, fiquei ansiosa para ler esse também. Eu ainda não li nenhum livro do John, mas todo mundo fala que ele escreve super bem.
    Beijos.

  12. Responder

    Mônica

    15/05/2013

    Hey! Há quanto tempo eu não aparecia para comentar aqui (:
    Mas quando vi que tinha resenhado esse livro vim correndo, estou louca para lê-lo e sua resenha só aumentou minha vontade D:
    Não vai ter sorteio aqui no blog? haha
    Beijão

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      15/05/2013

      Ah, dessa vez não vai ter sorteio não, hehe :/
      Mas pode acreditar que a leitura vale a pena!
      Beijos.

      • Responder

        Mônica

        15/05/2013

        Que pena, mas pretendo adquirir o livro assim que possível 😀
        Desde que li ACDE , me encantei pelo John (:
        ;*

  13. Responder

    Bia Medeiros

    16/05/2013

    Adorei a sinopse, adorei a resenha [love] Eu preciso imediatamente ler os livros do J. Green. Adoro leituras leves e divertidas. E todos falam muito bem dos dois livros dele. Vi em algum canto que tem ilustrações no livro, bom, acredito que é nesse livro haha A história é bem diferente e eu quero muuuuito ler! Ah, e obrigada por me deixar curiosa com sua pequena observação de número 4 [dead] Beijão!

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      16/05/2013

      Oi Bia!
      Esse livro tem pequenas ilustrações de equações matemáticas só, mas são muito bacanas 🙂
      De nada por lhe deixar curiosa, hahaha.
      Beijo!

  14. Responder

    Bel Vicentin

    16/05/2013

    Ooi Gabi! Saudades das suas postagens lindas por aqui <3
    Ameei sua resenha de O Teorema Katherine – estou DOIDA pra ler. Confesso que foi a primeira resenha do livro que li já que, até agora, só queria porque é do John Green e ele é amor; mas só me arrependo porque me deixou com mais vontade ainda de comprar logo, hahaha. E sua cachorrinha foi um charme a parte, rs.
    Volte logo, Gabi!

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      16/05/2013

      Hehe, a Laica se agarrou no livro e não queria mais largar, rsrs. Voltarei em julho, Bel, quando acabarem as minhas aulas! o/
      Beijos!

  15. Responder

    Karine

    16/05/2013

    Ei Gabi, tudo bem?
    Quanto tempo não comento aqui :O Pois é! Não comento… porque visitar eu visto sempre, hihihi. As mudanças que você fez aqui estão lindas. Bem sua cara *-*
    Ah esse livro… Quando eu soube que iria ser lançado, já criei uma expectativa grande para ler. A sua, foi a primeira resenha que li dele e, ainda bem que minhas expectativas não foram frustradas.
    Espero ler em breve e então te falo o que achei também *-* Beijos ♥

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      16/05/2013

      Ah, que amor você é! Obrigada pelo carinho 🙂
      Quando ler, me diga mesmo o que achou. Beijo!

  16. Responder

    Brenda

    17/05/2013

    Oi querida!! Adorei sua resenha! Realmente essa é uma das melhores sinopses que já li também *-* me deu super vontade de ler, agora com tua resenha então, misericódia, preciso desse livro! hahaha’ Logo logo pretendo ler A Culpa é das Estrelas também, estou louca pra conferir esse dom do John Green que todos elogiam tanto ^^

    Desculpe a ausência aqui, mas estudando (final de semestre da facul) e trabalhando… é tenso… você sabe bem como é rs’

    Beijos

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      17/05/2013

      Leia ACEDE meeesmo, é muito bom, e depois leia esse que é diversão na certa! ;D
      Sobre estar ausente, não precisa se desculpar, afinal eu estou passando pela mesma coisa que você, trabalhando e fazendo TCC, e também ando ausente de toda a blogosfera, hehe.
      Boa sorte nesse finzinho de facul! Beijos 🙂

  17. Responder

    Dinha Vieira

    17/05/2013

    Oi, Gabi! *-* Fiquei muito feliz quando vi o livro que você resenhou porque é o livro que vou começar a ler assim que terminar minha leitura atual! Li ACEDE tem algumas semanas e eu me apaixonei de cara, é simplesmente fantástico! E acredito que com OTK será a mesma coisa. Vi por alto as notas de rodapé do livro, parecem ser bem divertidas! haha
    Beijo ♥

  18. Responder

    Alquimista de Sonhos

    18/05/2013

    Ainda nem li A Culpa é das Estrelas e já estou louca pel’O Teorema de Katherine… Muito boa a resenha! 🙂 Gosto muito de ler o que você escreve sobre os livros que leu porque assim tenho uma ideia sobre se vou gostar, já que muito do que você posta me interessa.

  19. Responder

    Camila Costa

    19/05/2013

    Minha amiga detestou TANTO esse livro que fiquei com um trauma danado de ler hahaha
    SÓ QUE eu amo o John Green só por A Culpa é das Estrelas que é um dos meus livros favoritos.
    Moral da história: estou louca para ler, mas ainda estou com um pé atrás hahaha
    Beijãão!

  20. Responder

    Carol

    21/05/2013

    Acredita que ainda não tive coragem de termina TFiOS? O livro é muito bom, mas é tudo tão injusto e ainda não estou emocionalmente preparada para o final.. [ugh]
    Fiquei bem interessada por Teorema assim que vi na livraria. E pelo jeito não preciso me preparar tanto mentamente. haha :):)

  21. Responder

    Beatriz Cavalcante

    30/05/2013

    1) Sua resenha ficou muito boa. 2) Esse livro é fugging livro. 3) Eu amo o John Green e 4) Eu tava com saudade do blog e fiquei fugging feliz que você voltou a postar com mais frequência! [heart]

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      30/05/2013

      5) E você é uma leitora fugging incrível! 😀

      Beijos, flor. Obrigada pelo carinho 🙂

  22. Responder

    Gisele

    07/06/2013

    [love] Eu estou muito curiosa para ler os livros deste autor. Tenho uma amiga na universidade que leu e se apaixonou pelo livro A Culpa é das Estrelas. Estou louca para ler este e esse que você postou. Vendo seu poste, percebo que este autor é muito bom.
    Beijos.

  23. Responder

    Francieli

    11/06/2013

    Oi Gabi! Conheci seu blog hoje e já estou encantada!
    O design dele é super fofo, dá pra ver que foi feito com muito amor e carinho, mesmo!

    John Green é meu amor, acabei lendo esse livro antes de A Culpa é das Estrelas, e amei igualmente!

    Colin me pareceu um guri super fofo e dedicado, principalmente quando fala diversas vezes sobre sua vontade de deixar de ser um prodígio e se tornar um gênio!

    As Katherines me deixaram um pouco irritada, como podem não ter ficado com esse rapaz super fofo pra sempre? O Colin é super querido, é claro que tratava todas elas com muito amor, mas ok!

    Adorei tua resenha, mostrou bem o que as pessoas devem esperar do livro, ah, e as notas de rodapé são incrível, né? Primeiro livro que eu leio com tantas delas!

    Ah tu é do sul também, né? Eu sou de Porto Alegre e adorei saber que tu és daqui 🙂
    Beijinhos!
    http://www.blogdaruiva.com/2013/06/2-turne-intrinseca.html

    • Responder

      Gabi { fluffy }

      11/06/2013

      Oi Fran! Acabei de comentar no seu blog que eu estava na turnê da Intrínseca junto com você no sábado! Mas como não te conhecia, não te vi, até porque estava do outro lado. Eu adoro esses eventos! 🙂
      E John Green não precisa nem de maiores comentários, ele é O cara, hehe!
      Beijão!

  24. Responder

    Ketelyn Oliveira

    03/03/2015

    Oi Gabi,
    Do John Green li: Cidades de Papel, Quem é Você Alasca?, e ACEDE e gostei deles (apesar de alguns pontos negativos), efim, sou louca para ler O Teorema de Katherine, perece ser muito bom, até esta na minha listinha de 2015 (quem sabe eu consiga ler ele esse ano). Adorei a resenha.
    Beijos ♥
    World Of Books│Visite 🙂

ESCREVA UM COMENTÁRIO