Cat Patrick – Recomeço

resenha do livro recomeço

Recomeço
Cat Patrick
Editora Intrínseca, 2014
304 páginas

A guinada na vida de Daisy Appleby tem início com um trágico acidente de ônibus. Ela era pequena demais para lembrar — tem apenas flashes do acidente que a matou, e de ter sido trazida de volta à vida. A partir daquele dia, ela se tornou uma das catorze crianças que fazem parte de um programa secreto do governo que visa aprovar um novo medicamento: o Recomeço.

No decorrer da história, a protagonista morre mais quatro vezes, e a cada morte ela recebe um novo sobrenome, vai para uma nova cidade e recomeça tudo do zero. É ao chegar a Omaha — então com a identidade de Daisy West — que ela conhece Matt e Audrey, seus primeiros amigos de verdade. Enquanto tenta criar raízes em mais um lar, ela começa a descobrir segredos sobre o Recomeço, e, quanto mais informações vêm à tona, mais Daisy se sente como uma marionete, tendo sua vida controlada por outras pessoas, e percebe que sempre esteve rodeada de mentiras.

Quando li o primeiro livro de Cat Patrick, Deslembrança, publicado em 2012 pela editora Intrínseca, coloquei-o na lista dos favoritos pela sua história inovadora e divertida. Quando vi o lançamento de seu segundo livro, chamado Recomeço, não hesitei e coloquei na lista de leitura, esperando uma leitura tão incrível quanto a primeira, mas não foi bem assim. Se eu gostei da história? Gostei, mas simplesmente não foi tudo aquilo que eu esperava.

Em Recomeço, conhecemos a história de Daisy Appleby, uma menina que tem uma história de vida um tanto quanto singular: pra começo de conversa, ela já morreu cinco vezes. Daisy morreu pela primeira vez quando ainda era muito nova, em um acidente de ônibus escolar, juntamente com outras 20 crianças. Sete dessas crianças morreram para sempre, e quatorze foram trazidas de volta por um remédio chamado Recomeço, que é parte de um novo programa do governo para salvar vidas.

A cada vez que a pessoa participante do programa morre, ela é trazida de volta à vida e inserida em uma nova cidade, com outra família fictícia e outro sobrenome. Porém, no último de seus recomeços, Daisy acaba se envolvendo, mais do que nunca, com pessoas de verdade, que não fazem parte do programa, descobrindo muitas verdades que mudarão para sempre o destino desse projeto tão misterioso.

A ideia do livro, de novo, é genial. A escrita de Cat é envolvente e, somando-se a uma história curta e uma revisão impecável, nós conseguimos devorar o livro em um piscar de olhos, inseridos na história e sem nos darmos conta de quanto tempo se passou no “mundo real”. Recomeço é uma leitura leve, fofa, apaixonante e que tem o poder de prender o leitor. Resumindo, tem tudo para ser um livro incrível – e aqui tem um “mas” que será difícil explicar, que deve-se ao fato de alguns trechos serem narrados muito rápido e, às vezes, superficialmente. Gostaria de ter tido mais detalhes sobre alguns personagens, mais aprofundamento sobre todas as mortes de Daisy e mais… um pouco mais de tudo, no geral. Me parece do perfil da autora não adentrar muito em um assunto, mas senti falta desses pedacinhos para me situar na história, onde muitas vezes me senti perdida – e sem entender os mistérios que estavam acontecendo.

De qualquer forma e sintetizando, Recomeço é um livro muito bom. Os personagens são incríveis, mesmo que tenha faltado um pouquinho de descrição, e não podemos dizer que a autora não é criativa ou que o livro não tem nada de novo. Recomendo sim e, mesmo não tendo gostado tanto do segundo como gostei do primeiro livro de Cat, certamente leria o terceiro, o quarto, o quinto…

POSTS RELACIONADOS

9 comentários

  1. Responder

    alice aguiar

    14/04/2014

    [omg] menina esse livro deve ser incrível. fiquei mega curiosa pra ler, essa sinopse então me deixou doida uhaasuhuh
    vou por na minha lista de desejados!

  2. Responder

    Nanda

    14/04/2014

    Ei Gabi

    Não li ainda nada da autora, Deslembrança até vi baratinho na bienal, ai eu ia comprar e depois acho que acabou no estande, nem lembro rsrs.
    Este eu vi a sinopse e achei muito legal, mas ainda não sei se quero mesmo ler. Eu sempre reclamo quando falta coisas e os livros são corridos, não sei se iria gostar rs.
    bjs

  3. Responder

    divana

    14/04/2014

    [happy] Oi Gabi!
    Esse livro está na minha lista de leitura desde muito tempo e fiquei muito interessada nele principalmente pelo fato da personagem principal morrer e viver e morrer de novo e viver de novo. Muito interessante.
    Abraços!

  4. Responder

    Camila

    14/04/2014

    Olá!

    A primeira coisa que gostei nesse livro foi a capa, mas ainda não li, estou ficando meio encanada com essa tendência de livros com sinopses incríveis mas faltando aquele algo a mais 🙂
    Senti a mesma coisa no Julieta Imortal e O Circo da Noite…

    Beijos!

  5. Responder

    Mirelle Candeloro

    14/04/2014

    Oi Gabi, o livro também me seduziu pela sua premissa. Assim como você, achei delicioso para ler, mas também senti falta de vários detalhes e de maiores explicações sobre o projeto Recomeço. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

  6. Responder

    Camila Lacerda

    14/04/2014

    Tenho muita curiosidade para ler, ainda lendo sua resenha de hoje *-*
    Um livro muito bacana…

    http://www.chadecalmila.com

  7. Responder

    Fabiana Strehlow

    15/04/2014

    Oi, Gabi!
    Estou querendo ler este livro …
    Parece ser mesmo diferente, mas ainda não me convencí totalmente, sabe?

    Beijos!

  8. Responder

    Juliana

    16/04/2014

    Acabei de adicionar na lista de desejados do Skoob pra não esquecer! Adoro a sinopse desse livro e sua resenha foi ótima! Obrigada 😀

    Beijos!

  9. Responder

    Babi Lorentz

    27/04/2014

    Gabi, costumo dizer que eu também leria todos os livros da Cat Patrick, mesmo não tendo gostado muito de Deslembrança e mesmo tendo me sentido meio perdida, assim como você, em algumas partes de Recomeço. Mas como você disse, Recomeço não deixa de ser algo original. Gostei muito, mesmo com essas ressalvas.
    Beijos.

ESCREVA UM COMENTÁRIO