Ronald Anthony – Um ano inesquecível

resenha do livro Um ano inesquecível

Um ano inesquecível
Ronald Anthony
Editora Novo Conceito, 2012
303 páginas

Quando Jesse Sienna tem a oportunidade de chamar seu pai para morar com ele, vê nisso também a oportunidade de ter um relacionamento mais próximo. Mickey Sienna, aos 83 anos, se vê diante de um futuro incerto depois que sua esposa morre. Jesse, aos trinta e poucos anos, é um jornalista que passou por algumas desilusões amorosas e namora a bela Marina. Seu pai, ao conhecê-la, percebe que Marina tem algo especial e que precisa alertar seu filho de que ele não pode perdê-la. Jesse não está agindo do modo certo com Marina e, assim, Mickey decide contar ao filho a emocionante história dele com Gina, seu grande amor.No entanto, o que parecia ser apenas o relato de mais uma história do passado, poderá revelar a Jesse uma faceta de seu pai que ele nunca conheceu e transformar a vida de ambos de um modo que nunca poderiam imaginar.

Depois de ter lido “Um ano inesquecível“, posso considerar Ronald Anthony como um escritor de mão cheia, que consegue captar a atenção de vários tipos de leitores, ávidos por uma história de amor, por uma revelação do passado ou por problemas familiares. Este livro aborda questões complicadas, mas é justamente por isso que ele vale a pena ser lido.

Mickey Sienna tem 83 anos e, após quase atear fogo na própria cozinha em uma tentativa fracassada de fritar um ovo, após a morte de sua esposa, vai morar com seu filho caçula – a quem todos os irmãos julgavam imaturo. O problema é que Jesse nunca teve um relacionamento bom com o pai, pois é muitos anos mais jovem e sempre sentiu-se excluído das conversas familiares. Em uma tentativa de melhorar as coisas e ter um relacionamento agradável e mais próximo com o pai, ele insiste que ele more em sua casa. Mas ele não esperava que Mickey abrisse seu coração e lhe contasse algo que mudará o rumo de suas vidas.

A narrativa alterna entre primeira e terceira pessoa, e a história muda entre o presente e o passado, com a história que Mickey revela a Jesse. Mais do que um romance que conta sobre problemas entre relacionamentos, é um livro que revela que o amor, pode sim, durar para sempre, transformar vidas e sobrepor quaisquer tipo de problemas que surgirem no caminho. Ao mesmo tempo em que seu pai lhe conta a história que viveu, no ano de 1947, Jesse se aproxima dele, começando a compreendê-lo, e ainda tem a chance de rever seu relacionamento com Marina. Os dois jovens tiveram problemas em seus relacionamentos anteriores, e é por isso que preferem não se envolver demais e não pensar sobre o que o futuro reservará. Mas o tempo pode provar que essa não é, exatamente, a melhor forma de lidar com esses problemas e que, inevitavelmente, um dia algumas decisões precisarão ser tomadas. Além disso, ainda acompanhamos a evolução da carreira de Jesse, que é jornalista freelancer e que luta para manter sua liberdade, ao mesmo tempo em que busca a paixão de sua profissão.

O livro é lindamente escrito e o autor nos passa mensagens muito importantes sobre como devemos valorizar o amor e a presença de quem está conosco. Essas mensagens são o que mais gosto nos livros, pois não são todos os autores que conseguem tal feito, e de forma tão sutil como Ronald. A única coisa que me incomodou um pouco foi como o autor se prolongou demais em alguns capítulos, narrando negócios financeiros e detalhes da carreira e dos artigos de Jesse. Isso fez com que a leitura ficasse mais lenta nessas partes, mas nada que desvalorize o quanto esse livro é bem escrito e emocionante. Todas as histórias se fecham no final, e podemos chegar, se estivermos bem dispostos, a conclusões inesperadas! Recomendo a todos!

POSTS RELACIONADOS

47 comentários

  1. Responder

    Maris

    fevereiro 7, 2013

    Parece ser ótimo Gabiii *-* Amo romances, e este parece ser muito bom *-* Quero ler urgentemente! Hahaha.

    Beijos,

    Maris
    http://maristelabispo.com.br/

  2. Responder

    Quequel

    fevereiro 7, 2013

    Oie !!
    Adorei a resenha…
    As vezes ou autores se prolongam nas explicativas mesmo.
    Muitas vezes pq acharem q não foram tão claros, ou por ser temas q ele mais gostam e tal. rs
    Bjinsssssssssssss

  3. Responder

    Lucas Maia

    fevereiro 7, 2013

    Oi Gabi!
    A capa eu achei muito linda e também não gosto muito quando o autor descreve fatos/ações que não tem muito significado ao livro. E aspectos financeiros, me deixam um pouco com sono, não curto muito. Mas existem outros que introduzem essas partes para explicar ações futuras, e isso sim que é legal.

    Beijos!

  4. Responder

    Roberta Zanini

    fevereiro 7, 2013

    Eu gostava muito de livros que abordam assuntos mais românticos, água com açúcar, mas ultimamente tenho preferido livros com pegada mais policial. Tudo culpa do Stieg Larsson…

  5. Responder

    Neny

    fevereiro 7, 2013

    Eu adorei este livro, também achei a narrativa lenta e chatinha em alguns pontos mas nada que atrapalhe a leitura, pretendo ler mais livros do autor.
    beijos.

  6. Responder

    Igor 7hiago

    fevereiro 7, 2013

    Oi Gabi, não estou chorando mais, viva, viva, viva, pula, pula. Eu também adoro livros que deixam mensagens para nós, esses livros sempre acabam se tornando favoritos para mim. Mas sempre tem isso, o autor ele é bom em algo e ruim em outro, acho horrível quando a leitura passa a ser lenta ou o autor começa a falar um monte de coisa só para prolongar, mas creio que seja um livro muito bom, pela nota que você atribuiu.

    Beijos sem lágrimas.

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 7, 2013

      Oba, que bom que tu parou de chorar, hahahah!
      Querido, um beijo! *-*

  7. Responder

    Gabby

    fevereiro 7, 2013

    Livros que conseguem nos passar lições e mensagens que podemos levar para a vida de forma sútil são os melhores, pois acho que desta forma você consegue se identificar com os personagens e perceber as coisas com eles e através deles.
    O fato de termos essa mudança na narrativa tanto na forma de narrar como no tempo da narrativa é algo que eu gosto bastante nos livros, pois conseguimos conhecer duas histórias diferenciadas que no fim se conectam e dão sentido uma à outra, então quando o autor consegue fazer isso de forma coerente é ainda melhor, que, pela sua resenha, é o que o Ronald Anthony consegue.
    Com certeza é um livro que quero ler!

  8. Responder

    monique carvalho

    fevereiro 8, 2013

    adoro livros assim <3 parabens pela resenha seu blog é incrivel gabi

  9. Responder

    Kassya

    fevereiro 8, 2013

    Ooi, caramba! Fiquei praticamente 1 ano sem att meu blog e te visitar, quero dizer que voltei.Espero tua visita. Teu blog continua lindo e seus poste’s tbm 😉

  10. Responder

    Bruna

    fevereiro 8, 2013

    Oii amiga

    esse livro é muito desejado pro mim desde que a NC o lançou… adoro romances desse gênero e sua resenha me deixou com mais vontade de ler.

    megaa bjoo
    ;**

  11. Responder

    Amanda Almeida

    fevereiro 8, 2013

    Oi Gabi, tudo bem?
    Desde que li a sinopse desse livro, fiquei apaixonada. Parece ser uma estória linda e pretendo adquirir o livro o mais breve possível.
    Abraços,
    Amanda Almeida

  12. Responder

    Fernanda

    fevereiro 8, 2013

    Oi Gabi, estou louca para ler esse livro. Adoro histórias que nos passem mensagens a respeito de sentimentos a respeito de nossa vida e que nos fazem refletir. Adorei a sua resenha. Espero ler essa obra ainda esse ano mesmo. Beijos, Fê.

  13. Responder

    Carolina

    fevereiro 8, 2013

    Eu acho que a NC está pecando nessas capas. PRa elas passam a impressão bem errada. Percebe-se pela sua resenha que ela tem tudo aver com a história, mas ainda assim eu olho e acho que é um daqueles romances bregas que eu prefiro passar longe. Quase uma capa de novela mexicana.
    Enfim, adorei a resenha, fiquei curiosa para saber a história de vida do Mickey!

    Beeeijo

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 9, 2013

      Também acho! Tem umas capas que não nos instigam a ler mesmo, e é uma pena porque as histórias são tão boas. Tenho exatamente a mesma impressão que você: romance tipo de banca, aushaus. Mas enfim… nós não podemos fazer nada.
      Beijo!

  14. Responder

    alice aguiar

    fevereiro 8, 2013

    gotei da resenha
    parece ser um livro muito bom e eu acho que eu leria xp

  15. Responder

    Larissa Gallas

    fevereiro 8, 2013

    Quando vi o título, achei que ia ser mais um daqueles estilo Nicholas Sparks, com o final depressivo e tudo o mais. Mas parece que é uma daquelas leituras de aquecer o coração. Com certeza entrou na minha lista! Obrigada pela review, Gabi!

  16. Responder

    Babi Lorentz

    fevereiro 8, 2013

    Adorei a resenha, Gabi.
    Acho que eu estava precisando de palavras assim para poder deixar de preguiça e começar a ler este livro, que já está há algum tempo guardado e esperando para ser lido.
    Gosto muito da capa dele e a sinopse já havia me chamado atenção. Agora, com o que você disse, acho que vou gostar, mesmo sabendo que provavelmente me entediarei com essas partes sobre as quais você já comentou.
    Beijos.

  17. Responder

    Sariinha

    fevereiro 8, 2013

    Deve ser ótimo esse livro, quando terminar o meu vou comprar esse!

  18. Responder

    Dryelly K.

    fevereiro 8, 2013

    Ai que lindo! [lol]
    Já marquei o livro como desejado no Skoob, mas ainda não li. Não tenho. 🙁
    Bela resenha, Gabi, como sempre. Realmente, livros assim não ótimos. Adoro quando, além da história, o autor nos passa uma lição.

    Beeijo!

  19. Responder

    Dinha Vieira

    fevereiro 8, 2013

    Fiquei bastante interessada na história. Quando comecei a ler a resenha, me lembrou um pouco os livros do Nicholas Sparks, e isso me deu mais vontade ainda de ler. Cada livro que você resenha aqui, vai pra minha wishlist! haha Eu não sou muito de ler livros de romance mas esse chamou bastante minha atenção. Adorei *-*
    Beijão :*

  20. Responder

    DanisohDani

    fevereiro 8, 2013

    Oi, Gabi!!

    Sou um pouco resistente a dramas, mas este parece fofo!! S2
    Só fiquei pensando em uma coisa: a troca de pessoas e tempos durante o livro não deixou a leitura confusa??

    Vim responder seu coment também, pq nao consegui programar minhas respostas aos comentários para ir para o e-mail da pessoa! rs
    Você tem razão quanto a Emma, mas eu achei que ela conseguiu se distanciar da Hermione em As Vantagens de Ser Invisivel! Vc ja assistiu?? É muitooo perfeito!
    Mesmo assim, pensando no seu comentário, acho que seria legal uma outra atriz fazer para termos uma diversificada, né??

    Bjaum!

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 10, 2013

      Oi!
      Eu não achei que a troca de personagens ficou confusa, se bem me lembro agora – já faz um tempinho que li. Talvez no comecinho, quando eu ainda não sabia sobre essa troca possa ter sido confuso, mas sei que depois acabei adorando!

      E não, ainda não assisti “As vantagens de ser invisível” porque antes quero ler o livro. Mas estou curiosa pra ver a Emma no papel 🙂
      Beijos.

  21. Responder

    Letícia Almeida

    fevereiro 8, 2013

    Oi Gabi, tudo bom? Eu terminei de ler Deslembrança, e adorei!!! Achei algumas falhas, mas elas não desvalorizaram o livro nem um pouco! Fiz a resenha lá no blog, confesso que fiquei meio dividida na hora de faze-la, e não sei se ficou muito boa. rs Enfim, eu queria te agradecer pela sua resenha, sem ela, eu nunca teria lido esse livro, que eu adorei ter a oportunidade de ler!

    Bom feriado flor!!!

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 9, 2013

      Oi Letícia!
      Nossa, fiquei tão feliz que você tenha lido um livro indicado por mim e ainda gostado! Já comentei lá na sua resenha, ela ficou muito, muito boa, parabéns!
      Beijos 🙂

  22. Responder

    Vivi

    fevereiro 9, 2013

    Parece realmente ser um livro lindo, a NC sempre lança ótimos dramas.
    Fiquei bastante curiosa pela sua resenha, vou colocar na listinha de prioridades, só não sei se consigo para este ano =/.

    Beijocas

  23. Responder

    Ludmila

    fevereiro 9, 2013

    Oi Gabi,
    Adoro quando uma história passa uma linda mensagem para nós..
    Mas também fico incomodada quando a leitura fica lenta, e o autor se prolonga demais em alguns assuntos, narrando coisas que poderiam ser apenas comentadas nas histórias… acaba cansando demais.
    Ainda bem que isso não desvalorizou a história.
    Gostei muito da sua resenha! E a capa do livro é linda!
    Beijos
    Ótimo carnaval! [happy]

  24. Responder

    Bruna Corrêa

    fevereiro 9, 2013

    Parece ser muito bom!
    quero ler *—-*

  25. Responder

    Gabriela Arruda

    fevereiro 9, 2013

    Gostei, parece ser bom mas preciso tomar vergonha na cara, no meu aniversário ganhei muitos livros e tem uma pilha imensa me esperando + os livros da faculdade, mesmo assim eu não paro de ler suas resenhas e ficar com vontade de comprar mais haha
    Gabi, você lê livros em inglês? Eu estou começando a ler agora e queria alguma recomendação :c
    (╯3╰)

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 9, 2013

      Não, Gabi, ainda não li nenhum livro em inglês, embora queira muito 🙂
      Beijo!

  26. Responder

    Natália Puga

    fevereiro 9, 2013

    Eu recebi o livro, mas a sinopse dele não me chamou a atenção. Acho que o problema da Novo Conceito é que eles não sabem fazer uma boa sinopse. Nunca tem muito a ver com o livro, sempre é algo mto superficial. Por exemplo, agora que li a resenha e descobri do que se trata o livro fiquei com vontade de ler!

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 10, 2013

      Exatamente, Natália! Ultimamente nem estava mais lendo sinopses dos livros que a NC mandou sem que os parceiros solicitassem, porque dificilmente elas são fieis =(
      Como agora é a gente que solicita os que quer receber, fica ainda mais difícil, porque lemos esperando um tipo de história e nos deparamos com algo totalmente diferente.
      Beijo!

  27. Responder

    Barbara * Sempre Charmosas

    fevereiro 9, 2013

    [love] nossa Gabi … que linda história… que linda resenha!
    Bjs

  28. Responder

    Lívia Carolina

    fevereiro 9, 2013

    Oi Gabi
    Ahhh Eu quero ler esse livro!
    Acho que vou gostar!
    Adorei a resenha!

    Bjos

  29. Responder

    Elisama Rodrigues

    fevereiro 9, 2013

    Resenha muito bem feita Gabi.
    A estória cativa só p ler aqui. Lembra o Nicholas Sparks, mas precisamente Diário de uma paixão.

    [happy] [happy]
    http://missaustenofficial.blogspot.com.br/

  30. Responder

    Máh

    fevereiro 9, 2013

    Own, Gabi *oo*
    quero ler esse livro e me emocionar como você.
    Ele me parece bem fofo!
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Felicidades nos Livros

  31. Responder

    VANESSA QUEIROS

    fevereiro 10, 2013

    Achei a resenha interessante, provavelmente o tipo de livro que tem dramas familiares com assuntos mal resolvidos, e no caso a relação entre pais e filhos, onde o filho não tem sorte no amor,por causa de relacionamentos fracassados e o pai perdeu o amor de sua vida , depois desse acidente o pai vai ter que morar com o caçula ou então seria mandado para o asilo.O pai vai ficar triste e chocado com o comportamento do filho em relação ao amor. Também vai mostrar como é a vida dos personagens com seus sofrimentos e suas vidas,fiquei realmente muito curiosa para descobrir o que acontece no final.

  32. Responder

    Hianna Suzart

    fevereiro 10, 2013

    Sem dúvidas é um livro magnifico,eu ri e chorei quando o li.Me apaixonei por Jesse e me encantei com Marina,mais nada se comparava ao humor e as birras do nosso querido Mickey Sienna.
    Me deliciei com a história dele com Gina e não pude deixar de sentir pena de Doroth,não que ele não a masse,sabe;só que o amor que ele tinha pela Gina não se comparava nem um pouco…
    ”reserve um lugar na mesa pra mim” Essa frase ficou gravada na minha mente, e quando ouida tem um sentido todo diferente. Parabéns pela resenha.

  33. Responder

    Beatriz Cavalcante

    fevereiro 12, 2013

    Desde quando lançou esse livro eu fiquei com vontade de ler. Parece ser muito bom. Livros que passam uma mensagem no final são muito amor, eu também gosto muito. Só não gostei muito da capa dele. [sad]

  34. Responder

    Bianca Karina

    fevereiro 13, 2013

    Oi Gabi! Esse livro me lembra muito Nicholas Sparks, deve ser por causa da capa, né? Esse parece ser um livro ótimo. Já falei que adoro suas palavras? São tão bonitas 🙂 Quando eu estiver à procura de um livro pra me emocionar, vou recorrer a esse!
    Ah, Gabi, podemos fazer parceria entre nossos blogs? Sabe que eu sou apaixonada pelo Fluffy, né? Hehe. Beijocas.

  35. Responder

    May

    fevereiro 13, 2013

    Esse é um livro que eu realmente não sei o que esperar! Pretendo lê-lo ainda em fevereiro ou março, quero matar minha curiosidade e ter minha própria conclusão!

    Beijinhos,
    May :*

  36. Responder

    Stephanie Remohi Baradel

    fevereiro 14, 2013

    Acho a história desse livro muito linda, o modo como ele nos aproxima das pessoas próximas de nós, nos faz pensar que as vezes devemos ouvir as pessoas mais experientes. É linda essa relação de pai e filho, o que ajuda o personagem com seu próprio relacionamento. Quero muito ler!

  37. Responder

    Bia Medeiros

    fevereiro 15, 2013

    Nunca me interessei por esse livro, e você comentou que a narrativa alterna entre primeira e terceira pessoa… Nossa, até consigo me imaginar lendo esse livro e ficando muito confusa rs A história parece ser muito bonita, mas não faz meu estilo.

    Beijos!

  38. Responder

    Erika Tammy

    fevereiro 17, 2013

    uma amiga me falou sobre esse livro, mas não disse o nome do autor e então eu pensei que era do Nicholas Sparks, não sei bem porque pensei isso :/
    Nem preciso dizer que gostei muito da sua resenha e que quero pra ontem esse livro. Gabi, você ira me levar a falência e eu ainda nem tenho um emprego rs
    Me lembrei um pouco da minha avó, ela sempre me contava historias de quando era mais nova.

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      fevereiro 17, 2013

      Eu acho que o estilo pode ser bem parecido com o do Nicholas Sparks, e a capa é bem semelhante às do estilo dele também, hehe. Desculpa estar te levando à falência, mas acho que a culpa é das editoras e dos autores que lançam livros bons, haha!
      Beijo! 🙂

  39. Responder

    Diana

    maio 26, 2013

    Amei!Sempre tive vontade de ler mais sentia duvidas.Agora tenho certeza que quero ele na minha estante!

  40. Responder

    Saabrina

    agosto 5, 2013

    Oi Gabi, eu adoro esses tipos de livros. E esse, está em minha estante prontinho para ser lido. haha *_*

ESCREVA UM COMENTÁRIO