Ruth Manus – Pega lá uma chave de fenda

Resenha do livro Pega lá uma chave de fenda

Pega lá uma chave de fenda
Ruth Manus
Editora Benvirá, 2015
136 páginas

Saraiva

Quando o texto “A incrível geração de mulheres que foi criada para ser tudo o que um homem não quer” invadiu nossa timeline, poucos sabiam quem era Ruth Manus, mas muitos sabiam que queriam ser Ruth Manus – na verdade, escrever como ela. Com seus textos semanais no blog do Estadão, Ruth se tornou a voz de uma geração que tem muito a dizer, mas que nem sempre encontra palavras. Como muitos de nós, ela dá uma enorme importância à amizade, tem ciúme dos amigos – quem nunca disse “vai lá com seu novo amigo?” – e nunca se entende com a sua silhueta. Na Copa do Mundo, Ruth falou para a seleção tudo aquilo que estava entalado na nossa garganta, preso no nosso coração. Nesta coletânea de textos inéditos, Ruth faz uma ode ao amor: ao amor romântico, ao amor carnal, ao amor-próprio, ao amor aos pais – representado aqui pelo texto ‘Pega lá uma chave de fenda’, que dá nome a este livro. Mas não espere encontrar aqui clichês. Ruth vê amor em lugares que muitos de nós não perceberiam: carrinhos de supermercado e canjas de galinha.

Ruth Manus é uma advogada e professora que usava a internet para escrever coisas que lhe iam na alma – ou para extravasar os sentimentos. Até que foi descoberta pelo jornal O Estado de S. Paulo e, desde então, mantém um blog no site da publicação. Desde o começo, os textos de Ruth inspiram e ocupam as timelines de muitos leitores, que se identificam com seus escritos. O livro, publicado pela editora Benvirá, selo da editora Saraiva, é só resultado de tanta dedicação.

Resenha do livro Pega lá uma chave de fenda

Resenha do livro Pega lá uma chave de fendaAmor em qualquer momento! Essa página é o início de um dos capítulos em que o livro é dividido.

Pega lá uma chave de fenda é um livro de crônicas sobre o amor – e o título é também o nome da última crônica que compõe essa obra. Mas não é só isso: Ruth escreve sobre mais variados tipos do sentimento: amor de mãe, amor romântico, amor-próprio e muitos outros amores inesperados que podemos encontrar em qualquer lugar – eu disse EM QUALQUER LUGAR. Você já parou pra pensar que o carrinho de supermercado não é feito, somente, de necessidades? Eles expressam o amor do comprador por alguém, pela família, por si mesmo, ou por um grupo de amigos no final de semana. É inesperado, é criativo e, de forma bem geral, este livro vai cativar você.

Comecei a ler este livro porque sabia que seria uma leitura rápida, e porque estava muito interessada em ler livros de crônicas. Porém, eu tive uma incrível e agradável surpresa ao terminar a leitura em apenas uma manhã (antes do que pensei) e o mais fantástico: com a sensação de sair dessas páginas meio que nas nuvens, apaixonada por sei-lá-o-quê (ou por tudo) e querendo ler mais crônicas lindas como as que Ruth escreve. Ela usa as palavras a seu favor e faz com que elas deixem o leitor à vontade, íntimo daquele personagem que, por uma página ou duas, fará parte de suas vidas. São devaneios nos mais diversos locais, e é impossível não sair um tantinho diferente dessa leitura.

Resenha do livro Pega lá uma chave de fendaA edição da Benvirá está perfeita. Folhas grossas, amareladas pra facilitar a leitura, fonte boa de ler e, pra fisgar o coração de qualquer designer gráfico como eu, diagramação diferente e de bom gosto. Como disse: livro perfeito!

Resenha do livro Pega lá uma chave de fendaMais um exemplo de início de capítulo. Tão inspirador!

É difícil descrever a escrita da Ruth, porque ela é única e apaixonante. Então, simplesmente leiam. Vocês irão se surpreender.

POSTS RELACIONADOS

11 comentários

  1. Responder

    Carla Vieira

    27/01/2016

    Gabi! Adorei o livro, sério. A capa já me chamou muita atenção, o livro então… Fiquei bem curiosa para ler. Aliás, nunca li nada da Benvirá acredita? Talvez leia esse livro haha
    Beijos

    • Responder

      Gabi Orlandin

      04/02/2016

      Eu também não li muita coisa deles, mas percebi que eles capricham, sabe? Tenta começar com esse que você vai se surpreender 😉
      Beijo.

  2. Responder

    Aline

    27/01/2016

    Oi Gabii!
    Que fofura este livro! Deve ser de uma criatividade sem tamanho mesmo, olha o título rsrsrsr..
    Tb estou numa vibe de cônicas, estou lendo um inclusive neste momento.
    O estilod este me lembrou um pouco Faça amor, não faça jogo, que também fala muito de amor em todas as suas formas, e eu apaixoneeeeiii com este livro, acredito que vou curtir este tb.
    Bjos!!!
    Aline Praça
    http://www.leituravipblog.com

    • Responder

      Gabi Orlandin

      04/02/2016

      E é mesmo, Aline!
      Crônicas são tão boas de ler, né? Às vezes eu não tenho paciência pra elas, mas quando entro nessas fases, só quero ler isso, haha!
      Beijo.

  3. Responder

    Lara

    28/01/2016

    Vi o livro na saraiva e achei ele muito bonitinho! Não sabia que era sobre crônicas, mas agora fiquei ainda mais interessada.

    http://whoisllara.blogspot.com.br/

  4. Responder

    Juliana

    01/02/2016

    Que livro lindo! Eu amo livros assim, curtinhos e que fazem a gente parar nas páginas pra admirar a diagramação [love]

    AMEI!!

    Beijos!

  5. Responder

    Maria Júlia

    02/02/2016

    Gabiiii,
    Que livro lindo esse da Ruth, né?! Tô apaixonada! Com certeza estará na minha listinha de livros para comprar!
    Eu adoro crônicas, e sobre amor são melhores ainda!
    Esses dias terminei de ler o livro O amor é uma coisa feia, do Gustavo Rios. O livro é lindo, mas deixa aquele gostinho amargo no final. Super indico, viu?!

    Beijão!

    • Responder

      Gabi Orlandin

      04/02/2016

      Lindo lindo mesmo! Acho que você vai amar essa leitura! Vou dar uma pesquisada sobre esse que você recomendou.
      Beijo.

  6. Responder

    Laury Alves

    23/03/2016

    Que diagramação PERFEITAAAAA!! Sou muito apaixonada em uma boa diagramação cheia de amor e detalhes. Crônicas necessitam de um humor bem específico meu para lê-las, mas já fiquei curiosa com esse livro, fora o título super diferente. Amei. <3

  7. Responder

    Naiara Carvalho

    06/06/2016

    Oi, esse livre é incrível e apaixonante mesmo 😍
    E a Ruth é doce, amável, linda e carismática (sou suspeita a falar), ela foi minha professora na faculdade e ela arrasa no que faz e no que escreve.

    Amei a resenha do livro e irei mostrar para ela 😍

    Beijos

    • Responder

      Gabi Orlandin

      10/06/2016

      Oi, Naiara!
      Que prazer deve ser ter aulas com a Ruth! O livro me encantou, é uma delícia de ler.
      Espero que ela goste da resenha. As minhas nunca ficam à altura do quão bom é o livro, hehe.
      Beijos.

ESCREVA UM COMENTÁRIO