Navegando pela tag

Resenha: Editora Biruta/Gaivota

Vicente Muñoz Puelles – 2083

2083
Vicente Muñoz Puelles
Editora Biruta, 2010
140 páginas

O fim dos livros de papel e tinta está próximo. Restarão poucos exemplares: as antiguidades valiosas ou as relíquias de família. Verdade? Ilusão? Fantasia? Imagine-se agora em 2083 e surpreenda-se: o livro eletrônico também não existe mais. O que restou das histórias e dos…

Almir Correia – Anúncios carentes de bichos abandonados por gente

Cães, gatos e vários outros bichos deixaram por aqui seus anúncios – eles buscam por donos que possam dar um pouquinho de carinho a eles. A Tila quer uma dona grandona, Betoneira adora ver televisão, Pangaré anda pelas estradas à procura de um dono, e o Galope grita aos quatro cantos “Me Adote, eu faço Estrogonofe”. E aí? Algum desses animais pode virar seu bichinho de estimação?

Lila Prap – Você sabe tudo sobre cachorros?

Sinopse: Você quer saber um pouco mais sobre o melhor amigo do homem? Por que eles obedecem às pessoas? Por que latem e rosnam? Por que levantam as patas por todos os cantos? Por que querem cheirar o traseiro de todos os cachorros que encontram? Por que colocam a língua para fora ou por que perseguem gatos?
Você descobrirá as respostas neste livro. E mesmo assim, se ainda não ficar satisfeito, o jeito vai ser perguntar ao seu cachorro.

Socorro Acioli – A Bailarina Fantasma

O Theatro José de Alencar estava prestes a passar por uma grande reforma. Marcelo, que foi contratado para coordenar a obra, tinha uma filha, Anabela, que logo no primeiro dia viveu um encontro assustador com o fantasma de uma jovem bailarina que aparecia no teatro há muitos anos. Mesmo contra sua vontade, Anabela embarcou em uma viagem pelo passado daquele lugar. A bailarina fantasma só poderia ir embora quando resolvesse, com a ajuda de Anabela, algo muito importante que mudaria a vida de várias pessoas.

Marilia Pirillo – 60 Contos Diminutos

60 contos diminutos são minicontos para ler a qualquer hora. Textos curtos, rápidos, de poucas linhas. Recortes da realidade, pequenas histórias do cotidiano. Contos de muitos espaços. Espaços provocadores, deixados ali de propósito porque algumas vezes muito mais interessante que mostrar é apenas sugerir e deixar ao leitor a tarefa de “preencher” as lacunas e entender a história por trás da história. São 60 contos para fazer pensar, questionar, concordar ou discordar. Para imaginar diferente, se identificar, dar de ombros, detestar ou adorar.

Jorge Miguel Marinho – Lis no Peito

Este livro fala de amor entre jovens, da felicidade de adiar um primeiro beijo tendo a certeza de que ele vai acontecer, de delicadezas e violências que são tão presentes no mundo de quem quer se descobrir. Há um crime, imperdoável talvez, e o possível criminoso pede para um escritor amigo escrever a sua história porque ele mesmo não consegue entender se é culpado ou não. Precisa de outros olhos para ser condenado ou absolvido, sobre-tudo para continuar a viver. É aí que o leitor entra e, mesmo em silêncio, se vê responsável e seduzido para dar seu veredicto final. Clarice Lispector também está presente nessa trama…