Como foi o meu dia na Bienal do Livro do Rio.

Eu disse (nem que tenha sido pra mim mesma) que faria um post sobre a Bienal do Livro. Demorou um pouco, mas eis que aqui está, e espero que gostem! 😀

Saí de férias no dia 31 de agosto, e no dia 3 eu e meu namorado partimos para o Rio de Janeiro. Ficamos seis dias em Copacabana, pra descansar e aproveitar um clima diferente daqui do Sul (não foi tão diferente, no fim das contas D: ), e fomos à Bienal no sábado. Eu já estava me organizando e acompanhando a programação do evento há várias semanas, e o que anotei na agenda foi o seguinte:

  • Passar nas editoras parceiras do blog que estariam na feira: Novo Conceito, Intrínseca e Record;
  • Conhecer a Babi A. Sette;
  • Conhecer a Marcele Cambeses;
  • Sessão de autógrafos com Pedro de Chagas Freitas, autor de “Prometo falhar”.
  • Porém, o que eu não sabia era que:

  • Iria encontrar o Maurício Gomyde na Intrínseca;
  • Iria conhecer algumas pessoas maravilhosas, como a Andreia do Mar de Variedade, a Rapha do Equalize da Leitura e a Natália do Perdidas na Biblioteca.
  • Bienal do livro é assim: sempre cheia de surpresas incríveis e inesquecíveis!

    Então, voltando ao dia do evento. Eu e meu namorado/guia/GPS/fotógrafo/porta-objetos fomos de ônibus até o Riocentro, e chegamos lá às 10h, horário em que abriam os portões. Pensei: “que legal, chegamos cedo e vamos evitar tumulto”. RARARA! Não sou boa de contas, mas sei que tinham milhares de pessoas na fila. Foi até engraçado, porque o fim dela nunca chegava! Depois de mais ou menos meia hora, ou uma hora, não tenho certeza, entramos na Bienal. Ai, que emoção! Entrar na porta de uma Bienal é sempre muito incrível pra mim porque eu penso: “um dia inteirinho pra ver e comprar e conversar sobre livros e conhecer autores e… e… e… OMG”. Entenderam? Haha! E foi assim. Passamos o dia todo por lá, mas saímos cedo, por volta das 18 horas, porque da Tijuca até Copacabana é uma viagem longa, e não queríamos estar na rua tão tarde, sendo que não conhecemos muito bem a cidade e as ruas. Mas deu pra aproveitar muito, ficar cansados, fotografar e fazer tudo o que eu tinha pretendido fazer!

    Bienal do livro RioEssa parede da Intrínseca estava incrível!

    A Intrínseca foi provavelmente o primeiro estande que entrei, pois sei que eles sempre fazem uma parede inteira com livros de R$5 a R$10,00, que é o que mais procuro. Bem, muitos deles eram os mesmos do ano passado, mas aproveitei pra adquirir Ache Momo, que eu queria há um tempão e é extremamente fofo, A verdade sobre nós e Iluminadas.

    Bienal do livro RioA doida nas promoções. Clique super bacana do meu melhor fotógrafo do mundo! *-*

    E foi lá na Intrínseca que encontrei o Maurício Gomyde! Eu achei que ele não estaria por lá, pois tinha horários para encontrá-lo em outros eventos organizados pela editora. Mas ele estava lá perto da entrada, falando com todo mundo, desde o começo, quando o conheci, até o final, quando estava indo embora e dei mais uma passada pelo estande. Ele é muito simpático, querido e atencioso. Depois de anos de parceria, foi uma honra finalmente te-lo conhecido pessoalmente.

    Bienal do livro Rio

    Depois, fomos à Novo Conceito e suas portas magníficas, criativas e que chamaram a atenção de todos os que passaram naquela rua. Eles fizeram espécies de recortes com estampas de livros, e a sensação é de que você está entrando dentro do livro mesmo. Achei bem criativo, e não é por nada que eles ganharam como segundo melhor estande dessa edição da Bienal. O primeiro foi da editora Zahar. Merecidíssimo, não acham?

    Bienal do livro Rio

    Bienal do livro Rio

    E, como acontece todos os anos também, a editora disponibilizou um mural para que os parceiros pudessem assinar e marcar presença. Eu acho isso incrível, e é a única editora que faz esse tipo de coisa – fora os encontros de blogueiros e parceiros, que também acho bacana, mas nunca consegui participar por causa do desencontro de datas 🙁 . Enfim, a Novo Conceito sabe valorizar os parceiros, né? E é claro que eu assinei pelo Fluffy! 🙂

    Bienal do livro Rio

    Foi no estande da Novo Conceito que, mais tarde, aconteceu a sessão de autógrafos com o autor português Pedro Chagas Freitas, autor do livro Prometo falhar. As senhas estavam sendo distribuídas durante o dia e eu peguei ainda de manhã, com um número baixinho. Como eram numeradas, imaginei que os autógrafos seriam em ordem de números. Então, eu e o Doug nos sentamos um pouco na área vazia de um dos pavilhões e esperamos até perto do horário pra ir à Novo Conceito. Que decepção: a numeração não garantia lugar na fila, era simplesmente por ordem de chegada, e já tinha uma fila enorme. De qualquer forma, fiquei na fila, é claro, e mesmo achando que estava demorando demais, me disseram que outros autógrafos em outras editoras estavam ainda mais enrolados. Então, pela comparação, o encontro com o autor foi rápido.

    O Pedro é super querido e estava sorrindo o tempo todo, super contente de estar encontrando os leitores. A gente conversou, ele me perguntou sobre meu livro favorito, falou sobre o Gabriela Cravo e Canela e fez brincadeiras pra descontrair. Sabe aquela fila enorme? Valeu a pena!

    Bienal do livro Rio

    Bienal do livro Rio

    No decorrer do dia também encontrei duas autoras queridas e parceiras do blog: a Babi A. Sette e a Marcele Cambeses.

    A Babi é autora dos livros Entre o amor e o silêncio e A promessa da rosa, ambos resenhados aqui no Fluffy (é só clicar nos títulos pra ler as resenhas). A autora é muito simpática e pequenininha, como eu imaginei! *-* Além de me receber super bem e de conversar comigo sobre seus últimos personagens, ela ainda me presenteou com brindes super fofos.

    Bienal do livro Rio

    E a Marcele é autora do Sinfonia, mais conhecido como monstrinho pelo seu tamanho que mete medo, mas conquista. Fazia muito tempo que eu queria conhecer essa querida, e fiquei super feliz quando vi que ela estava lá! Nem preciso dizer que a Marcele é uma simpatia em pessoa, sempre rindo, fazendo piadas e ficando sem graça quando lhe pressionei sobre o segundo livro. Hahaha!

    Bienal do livro Rio

    E por fim, dei uma passada rápida na editora Record, que tinha um estande enorme e muito bonito também. Queria ter encontrado o pessoal com quem converso por e-mail, mas não achei ninguém. Mas vai uma foto, pra comprovar que estive lá! 🙂

    Bienal do livro Rio


    O que eu comprei na Bienal:

    Esse ano eu consegui me controlar bastante. A receita? Eu só compro quando vejo que realmente vale a pena. Se o livro está custando mais do que na internet, eu não compro. Como sempre estou de olho no Submarino, sei a média de preços. Então, pra quê carregar peso na mala se posso comprar de casa? Mas voltando ao foco: comprei apenas 9 livros porque os preços estavam realmente imperdíveis. Os livros da Intrínseca estavam por R$9,90, se não me engano, e os da iD estavam por incríveis R$5,50. Fiz o rancho, e se tivessem mais opções que me interessassem, eu levava também! 😀

    Espero que tenham gostado do post!

    Boa sorte a todos!

    POSTS RELACIONADOS

    24 comentários

    1. Responder

      Marcele Cambeses

      25/09/2015

      [love] ahhhhhh! Sua linda! Amei te conhecer também. Tanto que nem me dei conta de que saí da mesa no horário do meu próprio lançamento; muito amor mesmo pela sua pessoa, haha.
      P.S: dizer que eu fiquei sem graça por continuar devendo o segundo livro me deixa ainda mais sem graça. Por que nasci jurista? </3
      Beijos!

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Digo o mesmo, Cele! Eu amei te encontrar, finalmente! [love]
        Ok, não vou mais te questionar sobre o segundo livro. Mas… vai demorar muito??? kkkkk brincadeira!
        Beijos!

    2. Responder

      Isa

      25/09/2015

      Queria tanto tanto ter idoooo! Teve tanta coisa legal.. ADOREI a foto coma plaquinha “Queria estar na sua estante!” MELHOR IDEIA! As fotos ficaram maravilhosaaaaaaas <3
      Ano que vem quero te ver na de SP, viu?

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Eu também adorei a ideia da placa, Isa! A autora é mesmo muito criativa 😀
        Eu não tenho certeza se vou pra SP ano que vem, mas se for vou querer te encontrar!

    3. Responder

      Mirelle

      25/09/2015

      Oi Gabi, que delícia de cobertura. O seu sorriso contagiante já disse tudo por você nas fotos 🙂 Quantos autores legais que você conheceu, e olha só, a Marcele entrou em contato comigo por indicação sua e o livro dela chegou aqui em casa hoje. Mal posso esperar para ler. Ótimas compras, você aproveitou muitas promos. Espero que goste das leituras. Beijos, Mi

      http://www.recantodami.com

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Oi, Mih!
        Que bom que a Marcele entrou em contato contigo. A escrita dela é ótima, espero que tu goste da história.
        Beijão.

    4. Responder

      Lívia

      25/09/2015

      Que delícia encontrar gente querida assim, meio sem querer <3
      E adorei as mudancinhas aqui no blog. Sutis, mas fizeram a diferença.
      E, opa, então ter comprado quase 10 livros é ser contida? heh
      Um beijo, Gabi!

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Lívia, comparando com a Bienal de SP em 2012, eu realmente me contive, hahah! Mas nunca compro TANTOS livros, porque minha lista de leitura está enorme. [cry]
        Ah, e fico feliz que tenha gostado das mudanças. 🙂
        Beijos.

    5. Responder

      Livros com café

      25/09/2015

      Esperarei ansiosa pela resenha de amigo imaginário, tenho muita vontade de ler esse livro a tempos, já até tentei trocar pelo skoob mas não consegui, ele parece ser muito bom, espero ler um dia.
      Adorei a blusa do blog, ficou ótima flor

      Mil beijocas
      ⋙http://amolivroscomcafe.blogspot.com.br/
      concorra a livros lá no blog

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Ah, então tenho que colocar essa leitura para frente na lista! Pode deixar, que um dia sai (mas não posso prometer quando).
        Beijos.

    6. Responder

      camille

      25/09/2015

      Amo

    7. Responder

      Tim

      25/09/2015

      Olha o Pedro, gosto dos textos dele 😀

    8. Responder

      neyara

      25/09/2015

      Que bom que voltou! Nunca fui para a Bienal do Rio, mas sempre dizem que tem muita promoção boa e pelo visto você aproveitou! A Bienal daqui não tem muito o que ver, mais estande de livraria do que de editoras.
      O Maurício é um fofo, sou louca para conhecer ele.
      Beijo

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Oi, Neyara!
        Então, eu não acho que tenha TANTAS promoções assim, só algumas editoras fazem super promoções. Porque como estou sempre de olho no Submarino, percebo que tem preços bem melhores lá do que na Bienal mesmo. Aí acabo comprando online. Mas Intrínseca, por exemplo, tem todos os anos livros por 5 ou 10,00. Aí vale a pena. 🙂
        Beijos.

    9. Responder

      Bianca

      25/09/2015

      Oi, Gabi! Eu AMO newsletter, sério. Eu só sigo blogs que eu gosto bastante (tcharã, o seu é um deles!) fico super empolgada e leio no maior gosto, quando me chega uma newsletter pra mim. Li esse post por lá mesmo, porque como eu disse, fico super empolgada hahah e não consegui parar de ler para vir ler aqui no blog. Mas vim comentar. Menina, você realizou um dos NOSSOS desejos de vida então ao conhecer Maurício Gomyde! Ele pode nem saber quem eu sou direito, mas eu tenho um carinho por seus livros e fico tão feliz com o sucesso que ele está fazendo. Fico mais satisfeita ainda ao saber que ele é tão boa pessoa como sempre imaginei. A Marcele eu já conhecia seu trabalho há tempos quando ainda nem era considerado trabalho, mas só uma história (webs novelas, já ouviu falar?) só que nunca tive a oportunidade de ler Sinfonia, essa é outra pessoa que não me conhece e fico feliz por estar fazendo sucesso! Todo ano quero ir na Bienal mas eu adio pra próxima. Ano passado eu disse “deixa pra próxima que vai ser no Rio, uhu”, aí esse ano eu já disse “deixa pra próxima que vai ser em SP e vai ser mais fácil” (esse ciclo se repete desde 2012, sério).

      Fico muito feliz que seu hiatus tenha acabado. Manda mais newsletter, e se ninguém gostar… manda só pra mim que eu ADORO!

      Beijos.

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Bianca, morri de amores pelo seu comentário! Sempre me sinto meio que “invadindo” a caixa de entrada do leitor quando envio a newsletter, mas quem não quer é só descadastrar, né? Hehe!
        O Maurício é muito querido, sério! Há anos eu queria conhecer ele e nem acreditei quando o vi ali, em carne e osso, hahaha! Sim, ouvi falar das web novelas. O livro dela é mais ou menos nesse estilo, eu acho.
        Beijão!

    10. Responder

      Andreia Borges

      26/09/2015

      Oi Gabi. Obrigada por me citar. Adorei ter te encontrado, mesmo que rapidamente. Seu post ficou incrível! Também amei o estande da novo conceito. Foi o meu preferido. Beijos Andréia http://www.mardevariedade.com

      • Responder

        Gabi Orlandin

        27/09/2015

        Oi, Andreia! Também adorei ter te conhecido, e obrigada por ter ido me chamar, porque sou muito desligada e era capaz de eu nem te ver! Hehe.
        Beijos e boa semana.

    11. Responder

      Beatriz Cavalcante

      27/09/2015

      Bienal é sempre maravilhoso! Estou ansiosa para a bienal do ano que vem SP porque ai eu posso ir sem medo, haha. Babando nos livros que você encontrou super baratinhos. <3 Eu também vou atrás de promoção e como fico de olho no sub fico meio mão de vaca na hora de gastar tanto com um livro que sei que está barato lá, haha.

      Beijos!

      • Responder

        Gabi Orlandin

        30/09/2015

        Haaha, exatamente isso, Bia! Tem que ser esperta e comprar só quando vale muito a pena! [smile]
        Beijo!

    12. Responder

      Leticia

      29/09/2015

      como vc estava fofa com a camiseta do Fluffy [heart]
      Só fui na bienal uma vez.. me assustei com a quantidade de pessoas e nunca mais voltei. Multidões me deixam desconfortável. Mas aaai, morro de invejinha de ver os livros que o pessoal comprou! Melhor sensação do mundo voltar pra casa carregada de livros [love]

      • Responder

        Gabi Orlandin

        30/09/2015

        Ah, obrigada *-*
        Eu entendo sobre essa coisa de multidões, porque não é algo que eu ame também, às vezes fico irritada. Mas né, muito amor por Bienais 😀
        Beijo!

    13. Responder

      Raphaela

      01/10/2015

      Gaaaaaaaaaaabi, foi ótimo te encontrar! <3 E ainda bem que deu tudo certo KKKKK As fotos ficaram lindas!

    ESCREVA UM COMENTÁRIO